Valmir Ramos, o Bilinha, era procurado desde o tiroteio de maio do ano passado e foi preso hoje por tráfico em Canoas - Crédito: Reprodução

 

Foragido foi preso com grande quantidade de drogas
– Crédito: Reprodução/FN

Após mais de dois anos sendo procurado, foi preso pela Brigada Militar na noite deste domingo, 2 de junho, o criminoso Valmir Ramos, o “Bilinha”, de 42 anos. Ele estava com mais dois homens e uma mulher, que foram presos por tráfico em Canoas. Com eles foram apreendidos 12 tijolos de maconha, totalizando cerca de 11 quilos, além de pistola, celulares e R$ 3,8 mil em dinheiro.

Valmir Ramos era um dos bandidos mais procurados do Estado. Estava foragido e era o alvo do mandado de prisão que a Polícia Civil foi cumprir em 2 de maio do ano passado, quando houve um tiroteio num sítio da localidade de Matiel, em Pareci Novo, na margem da RS 124, próximo das pontes da divisa com São Sebastião do Caí e Harmonia. No tiroteio morreu o policial civil Leandro de Oliveira Lopes, de 30 anos. Valmir Ramos e seu comparsa, Paulo Ademir de Moura, o Zoreia, de 36 anos, conseguiram fugir. Zoreia foi preso em seguida no município de Maquiné, no litoral norte gaúcho. Mas Bilinha continuava foragido.

Valmir Ramos era um dos bandidos mais procurados do Estado
– Crédito: Polícia Civil

Valmir Ramos tinha cinco mandados de prisão. Um deles era por tráfico. Chegou a ser preso em 2017 com 331 quilos de maconha, mas fugiu da Delegacia de São Leopoldo. Outro mandado é para uma pena de 7 anos de prisão. E um terceiro mandado teria sido o motivo da operação no Pareci. E também pelo tiroteio que resultou na morte do policial.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here