Crédito: Bombeiros do Caí

A motorista do automóvel Fiat Palio, com placas de São Sebastião do Caí, que se envolveu num acidente com morte na RS 122 hoje de tarde, vai ser presa em flagrante por embriaguez ao volante. Conforme o delegado regional de polícia, Marcelo Farias Pereira, o bafômetro apontou 0,77 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões, o que comprova a embriaguez enquanto estava dirigindo. “Ela vai ser autuada em flagrante. Não terá direito a fiança, em função da pena. Foi embriaguez com resultado morte”, explica o delegado. Uma criança também estaria no veículo. O delegado também informa que a condutora do carro, de 40 anos, já tem antecedente pelo mesmo crime. Segundo o delegado, foi autuada por embriaguez em janeiro.

Jordan Schneider, de 23 anos, morreu no local, e a caroneira Maria Eduarda sofreu lesões graves
– Facebook/Reprodução

O acidente, que resultou na morte do motociclista que morava em Tupandi, está causando grande comoção e repercussão. Jordan Schneider, de 23 anos, morador do bairro Vida Nova, em Tupandi, era o condutor da moto e não resistiu, vindo a falecer. A sua namorada, Maria Eduarda Moraes, de 25 anos, foi encaminhada pelos Bombeiros Voluntários Caienses ao Hospital Sagrada Família, do Caí. Segundo os bombeiros, ela sofreu várias fraturas, hemorragia e outras lesões. Estava lúcida e conversando durante o atendimento. Chegou a dizer que o casal vinha pela rodovia no sentido capital/interior, quando houve a colisão com o carro que estaria fazendo o retorno na altura do quilômetro 5, no bairro São Martim. Devido a gravidade, a caroneira seria removida para o Hospital de Pronto Socorro de Canoas.

Além da motorista, a passageira do carro também foi encaminhada ao hospital do Caí. A Polícia aguarda o encaminhamento da motorista do automóvel para a DPPA, onde será lavrada a prisão em flagrante.

Ambulância da Transul, Samu e Polícia Rodoviária Estadual também atenderam o acidente que ocorreu por volta de 17h40.

Morte de Jordan Schneider está causando grande comoção
– Facebook/Reprodução

Já é grande a repercussão nas redes sociais, com muitas postagens de amigos e familiares lamentando a tragédia. Conforme informações, o casal morava junto desde 2013. Momentos antes do acidente, Maria Eduarda fez uma postagem em seu face, numa foto com o namorado e a moto, quando se encontravam em Picada Café. “Não basta ser companheira. Tem que ser parceira também de todos os roles”, escreveu ela.

Motociclistas de diversas cidades estão prestando homenagens para Jordan Schneider, inclusive se reunindo em Tupandi. “Vamos prestar homenagem a esse guerreiro que se foi. Era um apaixonado por motos. Quem conhece sabe a motinho 125 que ele tinha até chegar na SRAD”, foi postado, no grupo Cai no asfalto moto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here