Duas mulheres e uma criança ficaram de reféns durante assalto na madrugada de domingo, mas a Brigada conseguiu prender dois acusados após tiroteio e recuperou dinheiro - Crédito: BM

Os dois acusados de assalto em residência, baleados em confronto com a Brigada Militar após roubo numa residência da localidade de Faxinal, tiveram alta do Hospital Montenegro (HM). Um deles foi atingido no braço e o outro ainda está com a bala alojada na cabeça, mas sem oferecer risco. Ambos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e após a lavratura do flagrante foram recolhidos ao sistema prisional.

Segundo a Brigada Militar, ambos os indivíduos têm vários antecedentes criminais. Um dos presos tem 40 anos, é natural de Porto Alegre e já tinha antecedente por assalto a residência, além de roubo de veículo e em estabelecimento comercial, diversos furtos, porte ilegal de arma e outros delitos. Já o outro preso tem 27 anos, é natural de Guaíba e também tem várias passagens pela polícia, incluindo assalto a residência, roubos a motorista, de veículo e furtos a estabelecimentos comerciais e estabelecimento bancário, porte ilegal de arma, entre outros.

Tiroteio

Na madrugada de ontem, domingo, dia 25, em torno de 4h30, a Brigada Militar de Montenegro foi acionada, através do telefone de emergência “190”, para o atendimento de uma ocorrência de roubo à residência. O fato ocorreu na margem da BR 470, altura da localidade de Faxinal, logo depois da empresa JBS (Frangosul), no sentido Montenegro/Salvador do Sul.

Segundo a BM, ao chegar ao local, foi dada ordem de parada aos três criminosos que saiam da casa. Eles tinham rendido duas mulheres e uma criança de 3 anos, sendo que todos estavam de reféns, sob a mira de arma. Mas em dado momento os reféns conseguiram desviar a atenção dos bandidos e fugir. Os criminosos, então, tentaram fugir pelos fundos da casa. Durante a fuga, atiraram contra as guarnições, sendo que os policiais militares revidaram a agressão.

No tiroteio, dois criminosos foram alvejados. Nenhum policial ou refém foi atingido. Os indivíduos baleados foram socorridos pelos próprios policiais. Segundo a Brigada, um deles portava uma pistola calibre .380 municiada com treze balas, sendo encontrado no seu bolso mais um carregador cheio com quinze munições.

Um terceiro acusado conseguiu fugir para os matos nos fundos da propriedade. A Brigada fez buscas, mas ele não foi localizado, mas foi identificado e está sendo procurado. Esse terceiro acusado é de Montenegro e bastante conhecido da Polícia devido ao envolvimento em vários delitos.

Conforme a BM, foram apreendidos com os criminosos um valor em dinheiro, além de quatro telefones celulares, alicate, uma lanterna pequena e outra grande. A Polícia Civil segue investigando o assalto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here