- Imagem ilustrativa

Um agricultor estava pastoreando vacas no Morro Schneider, interior de São Sebastião do Caí, no final da tarde de ontem, sexta-feira, dia 13, quando visualizou urubus em um matagal. Por curiosidade foi até o local e encontrou um corpo parcialmente enterrado, estando para fora apenas rosto e joelhos. Ele avisou então a Brigada Militar do Caí, que foi até o local. Foi acionada também a Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP).

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro como encontro de cadáver. Em razão do estado do corpo, inicialmente não foi possível a identificação. Foi constatado somente que estava  de cueca e um tênis de cor laranja. Sob o corpo havia um casaco de cor cinza.

Na propriedade, perto do local em que foi encontrado o corpo, tem uma casa, mas que estaria abandonada. Em busca de informações com moradores próximos, os policiais foram informados que nesta semana foram vistos vários veículos na referida chácara. A Polícia investiga se pode ter ligação com o caso ocorrido em Novo Hamburgo, onde João Victor Friederich de Oliveira, de 31 anos, está desaparecido desde o último dia 6 de março. No seu apartamento, além de manchas de sangue, foram encontrados R$ 2,2 milhões em euros e reais. O corpo teria sido transportado no porta-malas de uma caminhonete Mercedes Benz. O veículo foi encontrado carbonizado no último domingo numa área rural do interior do município de Portão. Mas no carro queimado não havia nenhum corpo. Os dois locais não ficam distantes.

O corpo encontrado no Caí, conforme informações da BM, estaria enrolado em um lençol. Em razão do estado do corpo, não teria sido possível a identificação, o que vai depender da perícia. A Polícia investiga, através de imagens de câmeras do prédio em Novo Hamburgo, se pelas características pode ser o mesmo lençol. Foi feito registro na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro como encontro de cadáver e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal. A delegada de polícia de São Sebastião do Caí, Cleusa Spinato, que confirmou que se trata de um caso de homicídio. “Foi acionada a perícia e não temos nenhuma informação, seja de identidade ou mesmo de que alguém daqui da região estivesse desaparecido. Pode não ser o local do homicídio, apenas da ocultação do cadáver. Vamos apurar”, declarou. Sobre a possibilidade de ser o corpo do homem desaparecido em Novo Hamburgo, a delegada disse ainda não era possível confirmar. Foi também informado o delegado da delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo, responsável pelas investigações.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here