A vida no planeta terra deve ter iniciado através do magnésio, tamanha a importância dele na presença de inúmeras reações químicas, mais de 300, que necessitam deste mágico mineral. É também conhecido como “o bloqueador natural do canal de cálcio”, o que é importante para a saúde do coração. Já no osso o cálcio é magnífico, combatendo a osteoporose, desde sempre que associado a vitamina D3. O cálcio nas artérias é problema, o único lugar desejável é nos ossos.

Trabalhos científicos comprovam haver uma relação entre o cálcio arterial e a doença cardio vascular, mas por algum motivo continuamos a focar nossa atenção obsessivamente no colesterol, enquanto, poucas pessoas tenham ouvido muito sobre a ligação do cálcio com o coração.

O magnésio e o cálcio têm uma relação simbiótica. Quando o magnésio está diminuindo o cálcio intracelular aumenta. O magnésio também protege na agregação das plaquetas, importantes na formação dos coágulos arteriais.

O magnésio por ser um bloqueador do canal de cálcio relaxa os vasos sanguíneos, atuando sobre as células musculares encontradas nas paredes arteriais. Na prática o magnésio relaxa as artérias, reduzindo assim, a pressão sanguínea, facilitando o trabalho do coração.

O magnésio é o maior antiarrítmico cardíaco da natureza, tendo enormes importâncias em manter normal o ritmo cardíaco, evitando possíveis graves arritmias cardíacas. Inúmeras pessoas sofrem infarto do miocárdio, mas com o uso contínuo do magnésio evitam as fatais paradas cardíacas.

Modernamente se sabe que o açúcar é uma das piores coisas que se deve comer para se ter saúde cardíaca, pois o açúcar é altamente inflamatório. Além de gerar compostos perigosos como produtos finais de glicação avançada, que desempenham um papel crucial na aterosclerose. Tudo a ver com o diabete tipo II. O magnésio ajuda a controlar a glicose no sangue. E, há uma forte associação entre a deficiência de magnésio e o aumento de resistência a insulina.

O magnésio é essencial para a saúde cardiológica, além de ser um grande sonífero, que merece ingestão noturna.

A produção de magnésio cai significativamente na fase final da existência, por isso se deve suplementar a ingestão deste maravilhoso mineral a partir de certa idade, para se obter uma longevidade existencial. São virtudes do magnésio: baixar a pressão arterial, ajudar a controlar a glicose no sangue, é antiarrítmico cardíaco, é sonífero natural e faz a fixação de cálcio nos ossos.

Pacientes com insuficiência renal não devem fazer suplementação com magnésio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here