Se o vírus não circular, ele não ira embora tão cedo. Se o contagio é inevitável, só nós resta ter uma boa imunidade. E o exame seria da quantificação da vitamina D3. Este é um erro que a medicina mundial está cometendo, más tem solução para este procedimento incorreto. Tudo é novo, até o vírus que esta dando esta pandemia. Está documentado que o isolamento aumenta o risco de contagio com o coronavirus. Como o vírus é altamente contagioso, só nós resta ter uma boa imunidade. Todos aqueles que estão no isolamento, ou já adquiriram o vírus, ou vão adquiri-lo quando deixarem o isolamento. A conduta correta é aumentar a imunidade e após sair do isolamento. Isso só seria valido para aliviar o excedente do atendimento hospitalar. Dessa forma o uso de mascaras só serve para proteger o contagio e postergar a doença, além de quebrar a economia por muitos anos.

A mídia esta abarrotada, cada dia conta o numero de mortos, com certeza estão morrendo pessoas imunodeprimidas, que é a grande maioria da humanidade. Devemos está pandemia a dois fatores, o primeiro é o uso incorreto do protetor solar, o qual só serve para proteger a queimadura da pele, inclusive é a causa do câncer de pele mais temível, chamado melanoma maligno. Há 50 anos atrás,  a ocorrência do melanoma era na proporção de 1/1500 agora é de 1/33 trazendo enorme preocupação para área de dermatologia. Uma exposição solar de 20 minutos, naquela hora em que a sombra é do nosso tamanho, sem protetor solar, produz 10.000 UI de vitamina D, havendo a exposição solar de 80% da área abrangida e não tomar banho nas próximas 2 horas. A exposição solar, através do vidro é inútil, pois não produz vitamina D3. O segundo problema que devemos esta pandemia são os medicamentos que reduzem o colesterol. Há mais de 100 anos os médicos americanos foram enganados com os remédios que reduzem o colesterol. Não há nem bom e nem ruim colesterol, estudos científicos modernos, em varias universidades mundiais, comprovam este grande engano da medicina moderna.

Isto porque a radiação ultravioleta B reage com o colesterol, que esta na gordura embaixo da pele e vai pela circulação para o fígado onde forma calcidiol,e indo depois para os rins onde forma o calcitriol, que ira regular a absorção do cálcio no organismo. A calcificação sim pode ser o problema maior, o cálcio deve estar nos ossos e nos dentes, e não nas artérias. Sempre que houver uma calcificação arterial o colesterol tentara fazer a proteção, criando a placa de ateroma, onde esta sua presença nesta placa, isto já foi identificado em inúmeros trabalhos científicos. O cálcio é o incendiário e o colesterol é o bombeiro. Mas há por traz de tudo isso grandes interesses comerciais. Pagamos caro por esta falta de conhecimento. Nesta pandemia do Covid-19 o mais importante é saber como está a nossa imunidade para qualquer microorganismo, inclusive o coronavirus. E depois se houver deficiência  da vitamina D3 fazer a correção necessária para atingir, se possível a referencia da vitamina D3 de 75 nanogramas por ml, sendo o normal de 50 a 100 nanogramas/ml.

Sabe-se também se houver falta de ar, a oxigenação é importante para reparar esta deficiência. Mas é necessário também usar anticoagulantes, para evitar a trombose pulmonar, já que se instala nesta doença uma coagulação intravascular disseminada. Por certo com este protocolo iríamos evitar inúmeros óbitos. Tudo depende de uma ótima imunidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here