O ideal é obter uma vida mais nutritiva e saudável, sem remédios e livre de doenças. Porque o que comemos determina a nossa saúde. É possível atingir uma superimunidade com uma alimentação saudável e ter uma longevidade existencial. Os macronutrientes são gorduras, proteínas e hidratos de carbono, já os micronutrientes são os minerais, enzimas e vitaminas. As gorduras saturadas são sólidas a temperatura ambiente, são ácidos graxos como as encontradas na banha, na manteiga, no queijo, na carne e no azeite de dendê. As gorduras insaturadas são líquidas a temperatura ambiente podendo ser monoinsaturada como os encontrados no azeite de oliva, nas nozes de macadâmia e no abacate. As gorduras insaturadas podem ser mono ou poliinsaturadas.

As castanhas e nozes hidratadas se tornam ácidos graxos poliinsaturados tipo Omega 3 | Reprodução/FN

As gorduras poliinsaturadas, são liquidas a temperatura ambiente, podendo ser o Omega 6 (ácido linoléico, AL) como encontrado nos óleos vegetais, ou o Omega 3 (ácido alfa-linoleico, ALA), como encontrado em nozes e na linhaça, ou como o DHA (ácido-docosahexaenoico) ou o EPA (ácido eicosapentaenóico) como o encontrado nos peixes e na carne de animais alimentados em regime de pastoreiro.

As gorduras CIS são boas, já as gorduras TRANS e as HIDROGENADAS são lesivas a saúde cardíaca.

Quando colocamos por mais de três horas a hidratação das castanhas e nozes, fazemos surgir gorduras, proteínas e vitaminas com alto valor nutritivo, alem de amaciar e aumentar o paladar deste alimento altamente nutritivo.

As virtudes alimentares das castanhas ocorrem quando:
-As castanhas e nozes hidratadas se tornam ácidos graxos poliinsaturados tipo Omega 3, muito saudável.

-As proteínas se transformam em aminoácidos, aumentando a nutrição protéica.

-As enzimas e vitaminas são ativadas para desempenhar o seu papel nutritivo.

As gorduras saturadas foram demonizadas devido a uma sucessão de equívocos. Elas aumentam o “bom” colesterol (HDL) e mudam o padrão do colesterol “ruim” (LDL) para o mais favorável padrão A (partículas grandes e esponjosas). Em um estudo recente na Universidade Americana de Harvard concluiu que “O maior consumo de gorduras saturadas está ligado a uma menor progressão da aterosclerose coronariana, enquanto que o consumo de carboidratos está ligado a uma maior progressão.

Ao longo da existência terrena, devemos saber que em um certo momento devemos fazer a mudança da proteína animal para a vegetal. O objetivo é comer menos produtos de origem animal de modo geral, a fim de aumentar a quantidade de proteínas vegetais: O elemento chave para manter a saúde em dia é consumir mais vegetais, frutas, castanhas hidratadas, sementes, cereais e outros alimentos ricos em micronutrientes. Uma boa regra é evitar qualquer coisa que seja “branca”, como açúcar, farinha, macarrão comum, batata frita no azeite ou arroz branco. Lembre-se da rima: “Quanto mais alimento branco você comer, mais cedo você vai morrer”.

A superimunidade contém informações irrefutáveis de como ficar e se manter saudável, mesmo em um mundo cada vez mais tóxico e processado, conhecimento baseado no livro do Dr. Joel Fuhrman, médico americano especialista em prevenção e reversão de doenças por meio de métodos nutricionais, onde foram retirados alguns conceitos de boa alimentação.

Deixe seu comentário