Crédito: Ricardo Duarte/Site do Inter

            O Inter esteve longe de encher os olhos de seus torcedores em sua estreia na Libertadores/2019. Aliás, os colorados, de certa forma, pelas atuações inconsistentes nesse início de temporada, já estavam preparados para isso. Mas ainda assim, o retorno do Chile foi acompanhado de três preciosos pontos.

O Palestino não é lá essas coisas, mas havia eliminado na fase anterior o Talleres, da Argentina, que por sua vez havia superado, anteriormente, o outrora temível São Paulo. Os chilenos impuseram dificuldades, de toda a forma, a ponto de Marcelo Lomba ter sido eleito o melhor em campo. O goleiro colorado fez umas duas ou três defesas daquelas “milagrosas”.

O time de Odair Hellmann segue pecando no setor de criação. Tivesse maior funcionalidade, certamente, a conquista da vitória na terra de Elias Figueroa teria sido mais tranquila. Rafael Sobis mostrou estrela, marcando o gol redentor em cobrança de falta.

No outro confronto do grupo, Alianza Lima e River Plate empataram em 1 a 1, no Peru. A próxima parada dos colorados é contra os peruanos, na próxima quarta, no Beira-Rio. Uma nova vitória poderá deixar o Inter em situação confortável na busca pela classificação.

Antes, contudo, o compromisso é com o Aimoré, também em Porto Alegre, pelo Gauchão, neste domingo.

 

Empate com gosto de quero mais

            É redundância falar que jogos na Argentina são complicados, especialmente, pelo ambiente que costuma ser criado. Agora, convenhamos, o Grêmio perdeu dois pontos em Rosário. A vitória era absolutamente possível contra o Rosário Central, que vive uma fase muito complicada, mas o Tricolor errou demais no ataque.

Os argentinos abriram o placar cedo, mas não tiveram muito tempo para comemorar. Everton logo empatou, com um golaço. Segue jogando o fino da bola o Cebolinha, chamado por Tite para a Seleção com todo o merecimento.

Alguns gremistas reclamaram da arbitragem, mas a verdade é que o erro mais grave foi a não marcação de um pênalti escandaloso cometido por Geromel, que poderia ter sido expulso, inclusive. Se tivesse VAR nesse jogo…

O empate no país vizinho está longe de ser trágico. O time de Renato receberá, na próxima semana, o Libertad, na Arena. Com vitória contra os paraguaios, deverá assumir a liderança de sua chave.

Aliás, o Libertad vive uma situação inusitada. Após estrear com goleada na Libertadores, demitiu o seu treinador, Leonel Álvarez, por suposto descumprimento de obrigações contratuais.

Neste sábado, pelo Gauchão, às 19h, tem Grêmio contra o São José, na Arena, pelo “charmoso”.

Deixe seu comentário