Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Segue fervendo a disputa pelo título do Brasileirão. E a dupla Gre-Nal está firme no bolo dos cinco reais postulantes ao caneco. Sem atuações brilhantes, Grêmio e Inter conseguiram vitórias importantíssimas no final de semana. Ruim foi que o Palmeiras também voltou a mostrar a sua força e agora lidera a competição.

Os palmeirenses, entretanto, têm uma tabela complicadíssima pela frente, mesmo que Felipão tenha à sua disposição um elenco de elevada qualidade, se comparado aos demais da competição. Grêmio e, especialmente, o Inter têm compromissos futuros contra adversários, em tese, mais fracos.

Neste final de semana, o Tricolor receberá ao Bahia, enquanto os colorados irão ao Recife enfrentar o quase rebaixado Sport, que ainda por cima estará muito desfalcado. Não dá pra nem pensar em marcar passo, nos dois casos.

São Paulo e Flamengo seguem no páreo, mas não apostaria minhas fichas neles. O Tricolor do Morumbi parece perder o gás, enquanto o Rubro Negro acaba de trocar de treinador, socorrendo-se num trabalho tampão de Dorival Júnior.

De olho no River

O confronto entre Grêmio e Atlético Tucumán, como já disse, é uma mera formalidade a ser cumprida na Arena. Tendência de que nas semifinais da Libertadores apareça o River Plate no caminho gremista. E aí o furo é mais embaixo.

Os “milionários” têm um elenco muito bom e que vem correspondendo dentro das quatro linhas. Um páreo duríssimo em confirmando seu favoritismo diante do Independiente..

Mesmo que Éverton viva uma fase espetacular, a diferença para o bem ou para o mal do Grêmio será Luan. Mais do que nunca, no ano, o Grêmio dependerá dele, que ainda não repetiu na temporada atual os feitos de um passado não muito distante. Se jogar tudo o que sabe e pode, se estiver afim, Luan poderá botar o Tricolor na decisão.

A outra semifinal tem tendência de confronto do Palmeiras com o Boca.

Deixe seu comentário