Óbvio que não me refiro ao empate em 1 a 1 do último sábado, onde, infelizmente, um incidente fora de campo acabou repercutindo muito mais que o jogo, no Beira-Rio. A igualdade não foi boa, mas tão pouco foi trágica para colorados e gremistas, que pouparam suas principais jogadores para os desafios que vêm aí pela Libertadores.

Inter e Grêmio podem se encontrar na decisão da Copa do Brasil. Vou além. Mesmo que Cruzeiro de Athletico Paranaense mereçam todo o respeito, até porque chegaram com merecimento também às semifinais da competição, a dupla Gre-Nal tem conjuntos de qualidade superior.

Os colorados poderão decidir a classificação às finais no Beira-Rio. Já o Grêmio terá que fazer a partida de volta em Curitiba. O Rio Grande do Sul e o Brasil irão parar se a tendência se confirmar.

O triunfo sobre o Palmeiras, sofrido como se esperava, coloca o time de Odair Hellmann em outro patamar. O Grêmio, por sua vez, soube se impor sobre o Bahia, fez valer o peso de sua camisa.

Cena patética e vergonhosa

Muito já se disse sobre o fato envolvendo uma torcedora gremista e seu filho, no Beira-Rio, que foram abordados com truculência, especialmente, por uma torcedora colorada. Especialmente, lamento os momentos de tensão vividos pelo menino, que talvez nem estivesse entendendo direito a razão daquele desfecho.

Infelizmente, aquele pequeno gremista e todos nós vivemos numa sociedade falida, amarga, burra. Aquela união de gremistas e colorados para ajudar os moradores de rua de Porto Alegre, há alguns dias, não pode ter passado de uma utopia.

Não menos burra é a grenalização do fato. Aliás, nós, gaúchos, em maioria, ao menos nas redes sociais, emburrecemos. Já aconteceu para um lado e para o outro.

Mesmo que a torcedora gremista possa ter sido “imprudente” ao exibir a camiseta do clube do coração num setor destinado a colorados, nada justifica a hostilidade que sofreu. Junto com seu filho.

Retomada na Libertadores

Começa uma nova Libertadores. Não há mais espaço para erros. Oitavas de final e a dupla já tem pela frente adversários de respeito. O Inter, nesta quarta, encara o Nacional, em Montevidéu, no acanhado Parque Central. Pedreira é apelido, pela qualidade e tradição do adversário.

O Grêmio receberá, na noite seguinte, o Libertad, que já andou aprontando nesse ano na Arena. Os paraguaios têm marcado presença, por vezes com destaque, na competição. O Tricolor deve tentar buscar um placar capaz de fazer a viagem para Assunção ser mais tranquila.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here