Crédito: Marcio Neves/Site do Grêmio

Passada e festejada a conquista do bi consecutivo do Gauchão, que pelo conjunto da obra foi justa – ainda que sofrida, nos pênaltis -, o Grêmio volta suas atenções para o Paraguai. Na noite desta terça, a necessidade é vencer o Libertad, isso para que o time de Renato siga dependendo das próprias forças para se classificar às oitavas de final da Libertadores.

A tarefa é complicada. O time paraguaio, ainda que com classificação já garantida, promete não dar moleza no Defensores del Chaco, uma vez que tenta garantir uma das melhores campanhas da fase de grupos. E, além disso, o Libertad mostra muito potencial. Não de graça superou o Grêmio em plena Arena.

Um tropeço gremista, aliado a um bom resultado do Universidad Católica contra o Rosário Central, na Argentina, representará uma eliminação precoce aos comandados de Renato. O que seria ruim, ainda que alguns gremistas defendam prioridade absoluta para o Brasileirão, que começa neste final de semana – jogo contra o Santos, na Arena -, competição que o clube não vence desde 1996.

Mais uma vez, a aposta deverá ser na gurizada, que está dando bem conta do recado.

Em busca da liderança

A noite desta quarta poderá mostrar como o Inter assimilou a perda do título gaúcho. No Peru, os colorados terão pela frente o Alianza, confronto com uma série de ingredientes. Aos peruanos, só a vitória interessa, para que sigam com alguma remota possibilidade de classificação. O Inter também quer os três pontos, o que irá assegurar a melhor campanha no outrora “grupo da morte”.

Paolo Guerrero será a grande atração da noite. Sua atuação é tão esperada na terra natal que até mesmo o estádio do jogo foi mudado, para comportar mais torcedores. Guerrero está entre os grandes ídolos do país, por razões óbvias, por uma consagrada trajetória.

A estreia colorada no Brasileirão será no sábado, contra a Chapecoense, no oeste catarinense, onde, no histórico recente, os resultados vermelhos têm sido frustrantes. Possível que Odair Hellmann use um time alternativo.

Brasileirão tem favorito

Todos sabemos que o Brasileirão está entre os mais equilibrados e difíceis campeonatos do planeta. É chover no molhado. O Cruzeiro vem praticando um futebol de muita eficiência, o Corinthians de Carille é pragmático, o Flamengo tem um conjunto de respeito, o Grêmio parece estar muito focado, o Inter pode surpreender novamente.

Mas, ainda que sem empolgar até aqui, na temporada, cravo o Palmeiras como o principal postulante ao caneco nacional. Está envolvido em outras competições, mas tem elenco, tem peças de qualidade. Numa competição longa como o Brasileirão, isso faz muita diferença.

Deixe seu comentário