Crédito: Ricardo Duarte/Site do Inter

Começam a aparecer novidades nos elencos de Inter e Grêmio para a temporada 2019. Não são muitas até o momento, é verdade, mas as chegadas prometem ser úteis e suprir, de certa forma, carências pontuais.
Os colorados festejam – ao menos em sua maioria – o regresso de Rafael Sobis, atacante experiente, que foi protagonista nas conquistas da Libertadores em 2006 e 2010. Óbvio que não tem a mesma energia daqueles tempos, mas, certamente, poderá contribuir muito para o time, ainda mais numa competição onde experiência é quesito fundamental. Neilton e Guilherme Parede passam a ser outras opções para o ataque. Rodrigo Lindoso e Matheus Galdezani são as novidades para o setor de marcação no meio-campo, muito carente, especialmente, quando da ausência de Rodrigo Dourado.
O Tricolor apresentou Rômulo e Montoya, alternativas de qualidade para o meio-campo, além do goleiro Júlio Cesar, alternativa à saída de Grohe. O lateral argentino Mas, atualmente no Boca Juniors, e o jovem atacante Felipe Vizeu estariam em tratativas avançadas para desembarcarem na Arena. Nomes também muito interessantes.
Com menos recursos, o Inter tem apostado em trocas de jogadores ou mesmo empréstimos. O Grêmio, com as vendas recentes e alicerçado na sequência de boas temporadas, parece ter mais capacidade de investimento, ainda que, por esse ser um fato notório, acabe também encontrando dificuldades por preços possivelmente inflacionados impostos pelos clubes que detém os direitos de atletas que despertam o interesse gremista.
Certo mesmo, é que tanto Grêmio, quanto Inter ainda precisam de contratações para que possam, efetivamente, entrar nas disputas que o ano reserva com reais possibilidades de buscarem taças. Hoje, times como Flamengo e, especialmente, Palmeiras estão em clara vantagem. Contam com muito mais grana em seus cofres e estão tirando proveito disso.

Deixe seu comentário