Valdori tinha 66 anos e além de taxista no Supermercado Flach do Caí foi policial militar em São Vendelino, Bom Princípio e Feliz - Facebook/Reprodução

Na tarde desta sexta-feira, dia 26, a comunidade de São Sebastião do Caí e da região se despediu do taxista e tenente da reserva Valdori Ribeiro de Mattos. Ele faleceu na manhã desta sexta-feira, aos 66 anos, após estar internado por complicações decorrentes da Covid-19. O velório ocorreu na Funerária Hartmann e o sepultamento no final da tarde de hoje no Cemitério Municipal do Caí.

Muito conhecido e estimado, a despedida de Valdori está causando grande consternação. Muitas são as homenagens nas redes sociais. O Supermercado Flach, onde Valdori tinha seu ponto de táxi, postou uma nota de pesar em seu facebook, lamentando o falecimento do amigo e parceiro. A filha Larissa Lackman, no facebook, ao informar a morte do pai, escreveu: “Estamos muito abalados. Por favor, se cuidem”, alertou, sobre a pandemia. A postagem recebeu quase 400 comentários lamentando o falecimento e prestando homenagens. Segundo o filho Rafael, o pai estava entubado na UTI do Hospital Unimed Vale do Caí, em Montenegro. Disse que como um exame realizado teria dado um falso negativo, o tratamento começou na fase II da contaminação, já em estado grave. Sua esposa também teve diagnóstico positivo, fez o tratamento preventivo e não teve sintomas.

Natural de Cangussu, Valdori atuou na Brigada Militar de São Vendelino, Bom Princípio e Feliz. Após entrar para a reserva, passou a residir no Caí, onde mantinha com os filhos um serviço de táxi. Matinha a parceria com o Supermercado Flach, atendendo aos clientes que necessitavam de transporte. Bastante popular, chegou a concorrer a vereador pelo PTB em 2016.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here