Prédio do antigo presídio, que também foi agência do Banco Pelotense, será transformado em centro cultural | Prefeitura de São Sebastião do Caí/FN

A comunidade de São Sebastião do Caí conhece hoje, dia 15, às 19 horas, no Centro de Cultura, o projeto que pretende recuperar a antiga sede do Banco Pelotense, onde até meado dos anos 1980 funcionou o antigo presídio da cidade. A apresentação terá presença do secretário estadual da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Victor Hugo Alves da Silva, e do diretor de Fomento da secretaria, Rafael Balle, e será feita pelos técnicos da empresa Escaiola Arquitetura Rara, que obteve junto o governo do Estado recursos pra custear o projeto final.

O projeto concluído foi apresentado na segunda quinzena de setembro em reunião com o Instituto do Patrimônio Histórico do Estado (Iphae) e Secretaria Estadual da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, ocorrida em Porto Alegre. A proposta é viabilizar a criação de um amplo espaço para atividades culturais, batizado de Banco de Talentos do Caí. Estão previstas reconstrução e transformação do local, hoje em ruínas, em uma nova opção para oficinas e manifestações culturais. “Vale destacar que o projeto foi aprovado e totalmente pago pelo Estado. Agora cabe ao município e o governo estadual buscar os recursos par sua execução”, destaca a coordenadora de Cultura da prefeitura, Ingrid Borchhardt.

O antigo presídio fica localizado na esquina das ruas Tiradentes com General Câmara, bairro Navegantes. Foi construído em 1886 e hoje é a única sede com paredes ainda em pé a ter sediado uma agência do extinto Banco Pelotense, entidade que marcou época no desenvolvimento do interior do Estado até a primeira metade do século 20. Devido ao fato de estar ao lado do Centro Integrado Navegantes e próximo da Escola Municipal Alencastro Guimarães, a estrutura após restauro deverá ser usada para atividades culturais e com estudantes da comunidade local, por isso a criação do Banco de Talentos do Caí.

Por Ricardo Marques/Prefeitura de São Sebastião do Caí

Deixe seu comentário