Em 2020 o projeto de proibição acabou não passando na Câmara de Vereadores - Crédito: Vira Lata do Caí
A Prefeitura de São Sebastião do Caí informa que, diante do fato ocorrido na última quarta-feira, em que uma égua pisou em um buraco de bueiro da Corsan, levantou novamente o tema da proibição do uso de veículos de tração animal na cidade.
Conforme a Prefeitura, o tema já havia sido bastante debatido em setembro de 2020 na Câmara de Vereadores, tendo gerado grande polêmica e muitas manifestações, tanto contrárias quanto favoráveis, e na época o projeto de lei que proibia o uso de cavalos em carroças não foi aprovado.
Diante da repercussão do assunto a administração municipal retomará a discussão deste tema, buscando, juntamente com a comunidade e a Câmara Municipal de Vereadores, encontrar caminhos viáveis para a solução desse problema, levando em conta todos os aspectos que envolvem esse importante assunto. Como se trata de uma questão polêmica, já é grande a discussão nas redes sociais, com muitas postagens de comentários.
Em alguns municípios do Estado já existe lei quanto a proibição de carroças com cavalos. No final do ano passado foi aprovado pelos vereadores de Montenegro o projeto enviado pelo Executivo que prevê a retirada gradual de veículos de tração animal das ruas da cidade. Com o projeto, num prazo máximo de dois anos fica proibido o uso de carroças com cavalos no perímetro urbano.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here