Reprodução/FN

O Vale do Caí registrou ontem, quarta-feira, 1º de abril, os dois primeiros casos confirmados de coronavírus na região. Ambos são de São Sebastião do Caí, da mesma família.

Integrantes da família Campani viajaram para o Rio de Janeiro no dia 13 do mês passado. Carlos Antônio Campani, de 88 anos, também conhecido como “Papai-Noel”, junto com demais parentes, foi visitar uma filha.

Segundo Júlio Campani, candidato a prefeito na última eleição, no retorno da família, dia 17 de março, o pai estava gripado. “Ele ficou em casa desde que chegou. Não saiu mais”, lembra. Ontem, quarta-feira, saiu o resultado positivo, através da coleta feita pela Secretaria da Saúde do Caí, a pedido da Jeanine Campani, irmã de Júlio, que mora no Rio de Janeiro, e, que teve teste de Covid-19 positivo no último sábado.

Júlio informa que teve o último contato pessoal com o pai em 10 de março, ainda antes da viagem. Desde então só tem falado com ele por telefone, acompanhando o seu quadro de saúde. “O pai está bem. Não teve febre, mas tinha catarro. Nem chegou a ir ao hospital. Está em quarentena em casa, sendo monitorado”, informa Júlio Campani, elogiando o trabalho da Secretaria Municipal da Saúde.

O outro caso confirmado é de um sobrinho de Júlio Campani, que também esteve na viagem ao Rio de Janeiro. O jovem, de 33 anos, diz que também está bem. “Estou em isolamento em casa”, afirma. Ele conta que não teve os sintomas da doença, mas fez o teste porque sua tia, que mora no Rio de Janeiro, testou positivo para o Covid-19 lá. “Ela que solicitou para a Secretaria do Caí para fazermos, visto que o meu vô é grupo de risco”, relata, dizendo ainda que, ela só soube onze dias após os familiares terem retornado para o Caí. Ela é profissional da área da saúde e por isso fez o teste, tendo o resultado positivo somente no último sábado. Após o contato da tia com Secretaria Municipal da Saúde do Caí, o teste foi realizado no dia seguinte. O resultado, de positivo, chegou ontem, quarta-feira.
Conforme a Secretaria Municipal de Saúde do Caí, os dois permanecem sendo monitorados, assim como familiares e demais pessoas que tiveram contato com eles.

Boletim do Caí
No total, 386 pessoas, que se encontram em isolamento domiciliar, seguem sendo monitoradas pela Secretaria da Saúde por terem apresentado síndrome gripal. Foram realizados até ontem 14 exames, sendo que ainda se aguarda o resultado de 7 testes. Um paciente se encontra em isolamento respiratório hospitalar. Outros cinco casos foram descartados. Nenhuma morte ocorreu no Caí e região em decorrência do coronavírus. Já no Estado são 316 casos confirmados até ontem, quarta-feira, entre eles os dois do Caí e de outras 52 cidades, além de cinco mortes ocorridas em Porto Alegre, Novo Hamburgo e Ivoti.

Os números reforçam a necessidade de prevenção e que na medida do possível as pessoas devem ficar em casa, só saindo em caso de absoluta necessidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here