Caixinhas de leite são usadas para revestir as paredes internas de casas humildes, proporcionando conforto térmico aos seus moradores - Arquivo/FN

Na última sexta-feira, dia 20, a convite do prefeito Júlio Campani, foram recebidas na sede da prefeitura de São Sebastião do Caí três integrantes do Grupo Voluntário “Seu lixo me serve”. Na ocasião a Coordenadora do grupo, Lerenice Klein, acompanhada das voluntárias Alessandra da Câmara e Luciani Flores, apresentou o projeto socioambiental realizado pelo grupo, projeto que impressionou muito positivamente o prefeito. Participaram também do encontro a Bióloga e Educadora Ambiental, Sofia Dietrich e a Assessora de Comunicação da Prefeitura, Madalí Schütz.

Três anos atrás o Fato Novo destacou em reportagem o projeto que usa caixinhas de leite para revestir as paredes internas de casas humildes, proporcionando conforto térmico aos seus moradores. O projeto conta com vários voluntários, e graças a essa preciosa ajuda várias casas já foram revestidas.

Integrantes do grupo “Seu lixo me serve” mostraram trabalho ao prefeito
– Crédito: Prefeitura

O projeto “Seu Lixo Me Serve” é constituído atualmente por um grupo de cerca de 15 voluntários. Segundo a coordenadora do grupo, Lerenice Klein , o nome é uma maneira de conscientizar as pessoas de que muito do que é considerado lixo pode ser reaproveitado. “A gente quer mostrar que o que não serve pra ti, pode ser útil para outra pessoa”, argumenta. Além de ajudar aqueles que precisam, o objetivo principal do grupo é conscientizar a sociedade sobre solidariedade e sustentabilidade. “As pessoas ainda têm a mentalidade de que recolher resíduos para reaproveitamento é apenas sinal de juntar lixo”, afirma Lerenice.

De acordo com a voluntária Alessandra da Câmara, que integra o projeto desde o seu início, as pessoas beneficiadas pelo trabalho do grupo ficam muito felizes. Para ela, é visível a mudança que o isolamento térmico gera nas residências, tornando-as muito mais acolhedoras. “Durante as colocações de forro já é possível notar a diferença de temperatura nas casas”, destaca.

Para dar andamento à parceria da prefeitura com o grupo, será marcada uma nova reunião, com a Coordenação da Assistência Social, para acordar a melhor forma de a administração auxiliar o projeto, como disponibilização de um espaço para a armazenamento das placas montadas com as caixinhas de leite, principal material utilizado pelo grupo para forrar as casas, ou outras formas de auxílio.

O prefeito Júlio Campani ficou impressionado com a idéia e com a organização do grupo. “Pretendemos auxiliar no que for possível, unindo forças, tanto na área da assistência social, quanto para trabalhar na educação ambiental, onde temos um grande trabalho pela frente”, ressaltou.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here