Seu Cali fez carreira na Justiça do Trabalho alcançando os postos mais elevados Reprodução/Internet

O caiense, filho de Helmuth Blauth, teve uma longa carreira na Justiça do Trabalho e chegou a presidência do TRT4

O caiense Carlos Edmundo Blauth era filho de Helmuth Blauth, o mais destacado empresário caiense dos meados do século 20. Juntamente com o seu irmão Jaime Blauth, ele participou de importantes empreendimentos lançados por Helmuth: A Ecol (Empresa Caiense de Ônibus Ltda), o Cine Aloma e a revenda de caminhões Blauth Veículos (mais conhecida pela abreviação Blavel).

Quando jovem, Carlos Edmundo ajudava o pai na condução dos ônibus que ligavam o Caí a São Leopoldo e Porto Alegre.

Mas ele também estudava e participava da vida política da cidade. Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Pontifícia Universidade Católica, em Porto Alegre, formando-se em Direito no ano de 1957.

Também envolveu-se na política, chegando a se eleger vereador caiense no mesmo ano de 1957.

Mas a política ficou de lado pois Cali, como ele era mais conhecido no Caí, voltou sua atenção para o Direito.

Em 1961 ele foi nomeado Juiz Presidente Suplente exercendo a função em Novo Hamburgo.

No ano de 1963 foi nomeado Juiz do Trabalho Substituto para atuar na cidade catarinense de Itajaí. Depois disso presidiu a Junta de Conciliação e Julgamento em Erechim, Vacaria e Montenegro. Atuou também, como juiz do trabalho em Porto Alegre e São Leopoldo.
No ano de 1988 ele foi promovido ao cargo de juiz togado do Tribunal Regional do Trabalho, exercendo a presidência da segunda turma julgadora e veio a ser eleito vice-presidente do tribunal.

Depois disto passou a exercer o cargo de vice-presidente do tribunal até o ano de 1993 e chegou a exercer a presidência do tribunal por cinco meses. Aposentou-se em 25 de fevereiro de 1994.

Seu Cali, como ele era mais conhecido na sociedade caiense, voltou a morar no Caí após a sua aposentadoria.

Ele era casado com Maria Terezinha Fortes Blauth e o casal teve três filhos: Humberto, falecido precocemente; Carlos Edmundo e Isabel, além de dois netos e três bisnetas.
O enterro foi realizado às dez horas da manhã de segunda-feira, no Cemitério Municipal de São Sebastião do Caí.

Causa da morte
O doutor Cali vinha sofrendo de um grave problema nos rins que o deixou muito debilitado. E, foi vítima de uma pneumonia que provocou a falência múltipla dos órgãos no domingo.

Deixe seu comentário