Gralha faleceu em dezembro do ano passado e no dia de março será homenageado pela Unidos do Quilombo - Arquivo/FN

Preocupada em evitar os custos elevados envolvidos na realização de um desfile de carnaval (som, arquibancadas, palco, verba para escolas de samba e outros), a Prefeitura do Caí decidiu fazer uma folia diferente neste ano. A data já foi definida: será no dia 9 de março, um sábado, a partir das 21h. Falta definir o local.

Ao invés do desfile, o que vai acontecer é um arrastão. Isso significa que um caminhão com equipamentos de som vai percorrer algumas ruas da cidade, tocando músicas carnavalescas e arrastando o povo para um local, ainda a ser definido, onde os foliões poderão dançar, cantar e extravasar a sua alegria. E antes do Arrastão Carnavalesco as escolas de samba ainda deverão promover duas muambas, nos bairros Quilombo e Navegantes.

O vice-prefeito Luis Alberto Oliveira, que está no comando da Prefeitura durante as férias do prefeito Clóvis Duarte, destaca a importância de apoiar o carnaval de rua caiense. “É uma festa importante. Não podemos perder. No ano passado não foi possível realizar e prometemos retornar em 2019. Estamos como apoiadores”, declara. Segundo Luis Alberto, a Prefeitura vai entrar com o palco, luz e carro de som. “Não vai passar de 10 mil reais. Em 2017 ficou em torno de R$ 100 mil”, compara. Mesmo assim, existe resistência de parte da comunidade quanto ao apoio ao carnaval de rua. Muitos internautas, através das redes sociais, se manifestaram defendendo que os recursos deveriam ser investidos em outras áreas, como saúde, educação e estrutura. Mas o carnaval caiense tem tradição, sendo apreciado pela comunidade local e também atraindo muitos visitantes. É o único município da região que ainda tem carnaval de rua.

Como será o Arrastão

No ano passado o desfile foi cancelado e o último carnaval de rua ocorreu em abril de 2017
– Crédito: Prefeitura

Segundo o carnavalesco Maurelício, a idéia é de que o ponto alto da festa será a passagem do caminhão e dos foliões que o seguirão pela quadra da rua Coronel Paulino Teixeira, que vai da loja Benoit até a antiga rodoviária. Neste ponto o desfile terá características das apresentações das escolas do Quilombo e Navegantes em anos passados. Depois disto haverá a concentração, num ponto ainda a ser definido, onde os foliões continuarão a festa dançando no ritmo das músicas carnavalescas.

Pelo que se vê, o carnaval caiense vai trocar o estilo carioca pelo baiano, com participação mais ativa do público.

Homenagem ao Gralha
O coordenador do Unidos do Quilombo, Maurelício, adianta que a sua escola de samba fará a apresentaçao em homenagem ao Gralha – o maior festeiro da região, recentemente falecido. Vai haver, inclusive, samba enredo em homenagem ao grande promotor de eventos como a Corrida Maluka.

João Batista Giuriatti da Silva, o “JB Gralha”, faleceu em dezembro passado, aos 57 anos, em decorrêcia de um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. Além de realizar grandes eventos como a Corrida Maluca, Caça ao Tesouro, Uma Noite no Velho Oeste, Rainha das Piscinas e Garota Verão, foi presidente por quatro gestões do Country Tenis Clube e presidente da Festa da Bergamota de 1998. Também foi candidato a vereador nas duas últimas eleições e trabalhou na empresa Compumaq por 17 anos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here