Atualmente a travessia é feita pelas pontes estreitas do Matiel, aonde são frequentes os congestionamentos e acidentes - Crédito: Prefeitura

Durante visita ao Vale do Caí, em Montenegro, no final da manha desta quinta-feira, o secretário Juvir Costella foi questionado pelo prefeito do Pareci e presidente da AMVARC (Associação dos Municípios do Vale do Caí), Oregino Francisco, sobre a necessidade da construção de uma nova ponte sobre o rio Caí, na divisa entre São Sebastião do Caí, Pareci Novo e Harmonia. No local existem as chamadas pontes do Matiel, que são estreitas, passando só um veículo de cada vez, sendo frequentemente ponto de congestionamentos e acidentes.

A construção de uma nova ponte é considerada fundamental para o desenvolvimento da região, já que hoje é um obstáculo na travessia e ligação entre os municípios do Vale do Caí. Costella confirmou que existe um estudo técnico no Daer para verificar a viabilidade da construção da nova ponte. O estudo deverá apontar o local ideal e custos.

Prefeito de Pareci Novo e presidente da AMVARC, Oregino Francisco, cobrou a construção da ponte do secretário de transportes do Estado, Juvir Costella – Reprodução/FN

Para Oregino Francisco, com o projeto em mãos, poderá se buscar recursos junto ao Governo Federal, através da bancada gaúcha de deputados, e também com a EGR ou empresa que vier a assumir o pedágio de Portão. Após os estudos, deverá ocorrer um anúncio oficial do Governo do Estado sobre o local mais apropriado para a ponte.

Conforme o presidente do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) e secretário de obras de São Sebastião do Caí, Alzir Bach, é aguardada a presença dos técnicos do Daer para fazer o levantamento. E com o projeto elaborado a região deverá se mobilizar indo atrás dos recursos visando a construção da ponte. Alzir ressalta ainda a importância de que no local escolhido para a nova ponte a ligação entre a RS 122 e RS 124 não passe mais pelo centro e ruas do Caí, o que vem causando danos nas vias da cidade, além de outros prejuízos, transtornos e risco de acidentes. “Não tem mais condições”, entende, Por isso acredita que a melhor alternativa seria uma ligação entre o Matiel (Pareci), por trás do Quilombo até a Avenida Bruno Cassel. Outras alternativas também estão sendo estudadas, como na ligação por Harmonia até a RS 122 no Rio Branco. Para o prefeito de Harmonia, Lico Fink, o melhor trajeto seria em torno do Balneário Harmonia, no Morro Peixoto.

Só mesmo o resultado do estudo técnico para apontar o melhor local.

1 COMENTÁRIO

  1. Mais 20 anos para a construção desta ligação entre a RS 122 e a RS 124, da mesma forma que foi o asfaltamento entre Montenegro e Caí.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here