Inauguração será segunda-feira e marca a comemoração do segundo aniversário da empresa Biosys Gerenciamento de Resíduos - Crédito: Divulgação/Biosys
Estátua ficará na margem da RS 122, junto a empresa Biosys Gerenciamento de Resíduos
– Crédito: Divulgação/Biosys

A entrega de um espaço de paisagismo na beira da ERS-122, com uma estátua em metal de São Francisco – com cerca de 2,70 metros de altura e feita pelo renomado artista plástico Rogério Beierle – marcará, na próxima segunda-feira, dia 1º de abril, a comemoração do segundo aniversário da empresa Biosys Gerenciamento de Resíduos. A solenidade vai ocorrer a partir das 8h45 da manhã, na sede da Biosys, na localidade de Vila Conceição, em São Sebastião do Caí – nº 9.798, no km 9,6 da rodovia. Além de industriais, profissionais da área ambiental de toda a região, colaboradores, clientes, fornecedores e outros convidados, a cerimônia terá ainda a presença do deputado federal Marcel van Hattem, prefeitos e outras autoridades dos municípios do Vale do Caí.

Inauguração da estátua marca a comemoração do segundo aniversário da empresa Biosys Gerenciamento de Resíduos
– Crédito: Divulgação/Biosys

“São Francisco é o santo protetor dos animais e do meio ambiente. Dividirmos com a comunidade essa imagem e o jardim junto a ela é uma maneira de reafirmarmos nosso compromisso com a sustentabilidade”, explica o diretor executivo da Biosys, Guilherme Guila Sebben. De quebra, um atrativo a mais para o trecho da estrada conhecido como uma rota de floriculturas e lojas de móveis antigos.

Além da inauguração da estátua, a programação terá também visita às instalações da empresa. No mesmo dia, a empresa deve também colocar no ar seu novo site, que está sendo reformulado, no endereço www.biosysambiental.com.br

A EMPRESA

Especializada no gerenciamento de resíduos de empresas de todos os portes – desde indústrias até microempresas de todos os tipos, passando por postos de serviços, pequenas oficinas e outros ramos de atividades – a Biosys pertence ao Grupo Datasys, com atuação há mais de 46 anos na área de tecnologia. Com foco nos Vales do Caí, Sinos e no eixo entre a Região Metropolitana de Porto Alegre e Serra Gaúcha, a empresa caiense faz a coleta, o transporte e o armazenamento temporário dos produtos, que são logo encaminhados para o tratamento e destinação final ambientalmente corretos.

Conforme Sebben, nesses dois anos de atividade, a Biosys participou do gerenciamento e destino final correto de 28.547 toneladas de resíduos. “Nossa projeção é de um crescimento de 22% ao ano para os próximos 4 anos”, completa o diretor.

A empresa ocupa uma área de 10 mil metros quadrados, com um pavilhão de 660 metros quadrados com bacia de contenção e piso impermeabilizado, para prevenir qualquer tipo de contaminação ambiental durante a passagem dos resíduos pelo local – todo o complexo licenciado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e com possibilidade de expansão. “A sustentabilidade é a nossa estratégia de negócio. Além disso, garantimos segurança para nossos clientes, já que todos os nossos processos vão bem além do que é exigido pela legislação ambiental”, explica Sebben.

A Biosys conta ainda com uma frota adaptada, pessoal altamente treinado, rastreabilidade dos resíduos até sua destinação final e ainda seguro de atendimento a emergências ambientais com equipe técnica 24 horas e capacidade de reparação de danos. “Além disso, somos licenciados como destinador final de resíduos. O que garante tranquilidade para nossos clientes, inclusive com a emissão do Certificado de Destinação Final (CDF)”, ressalta o diretor.

Informações e foto: Divulgação/Biosys

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here