Débora Lamberty e Carlos Peixoto (em pé) mostram mapa do estudo a Pedro Griebler e o prefeito Clóvis Duarte - Crédito: Prefeitura do Caí

O Serviço Geológico do Brasil (SGB), também conhecido como Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), está atualizando estudos de diagnósticos de áreas passíveis de desastres naturais como inundações e deslizamentos. O trabalho está sendo feito em várias partes do País, entre elas o Rio Grande do Sul. No Estado, São Sebastião do Caí é um dos municípios que está sendo vistoriado, assim como os demais do Vale do Caí atingidos pelas cheias.

Os técnicos do SGB que percorrem a região, a pesquisadora Débora Lamberty e o geólogo Carlos Augusto Peixoto, estiveram no gabinete do prefeito Clóvis Duarte. Acompanhados pelo coordenador da Defesa Civil no município, Pedro Griebler, eles explicaram o que está sendo feito e os objetivos do trabalho. “Temos um estudo da área da cidade de 2012 e são esses dados que estamos conferindo e atualizando. A meta é ter uma ideia precisa do comportamento do Rio Caí e do seu histórico de cheias. Essas informações poderão auxiliar da redução dos impactos causados em ocorrências de enchentes”, explicou Débora.

Quando finalizado, o diagnóstico será encaminhado para coordenação nacional da Defesa Civil e demais órgãos competentes da União, Estado e municípios. “Com o auxílio do pessoal de cada cidade, percorremos os principais pontos de problemas, atualizamos dados como número de famílias em áreas de risco e podemos alinhavar projetos e ações que agilizem o atendimento em caso de enchentes do Rio Caí, por exemplo”, completou Peixoto.

A CPRM já faz um trabalho importante de monitoramento do rio Caí e outros rios. Através de um sistema de alerta de eventos críticos (SACE), com réguas eletrônicas situadas em pontos estratégicos, são disponibilizados através da internet informações sobre o nível do rio, desde a nascente na Serra até a parte baixa. Com isso, junto com o volume de chuva e a previsão do tempo, pode se projetar a altura que deve chegar cada enchente quando ocorre uma grande quantidade de chuva. Isso tem sido muito importante para os moradores das zonas ribeirinhas se prepararem, retirando seus pertences caso necessário e indo para casas de familiares e abrigos. É um trabalho muito importante, que auxilia a Defesa Civil e as comunidades.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here