Prefeito Júlio Campani gravou vídeos para falar da falta de água e da reunião sobre o pedágio - Reprodução/FN

Durante a tarde de ontem, terça-feira, dia 16, o prefeito de São Sebastião do Caí gravou dois vídeos, publicados no facebook da Prefeitura, sobre duas situações que afligem a comunidade caiense.

Uma das questões era a falta de água no município, que já durava praticamente dois dias. Mesmo não sendo de responsabilidade da Prefeitura, o prefeito buscou informações junto a Corsan e ontem de tarde foi pessoalmente até a bomba de captação, na beira do rio Caí, no bairro Navegantes, onde conversou com o engenheiro Marcelo Faro, que é coordenador operacional da Corsan na região. No horário das 16h25min, recebeu a informação de que o rompimento na adutora tinha sido consertado. Marcelo lamentou o ocorrido e informou que após o trabalho incessante realizado pelas equipes da Corsan, a água estava agora chegando à estação de tratamento, próximo do hospital, e no final da tarde tinha a previsão de retomada do abastecimento. Faro pediu que a população contribuísse economizando água, pelo menos até a normalização do fornecimento, já que os reservatórios estavam vazios e demoraria um pouco para que todo o abastecimento fosse normalizado.

Reunião sobre pedágio

Outro assunto que vem causando bastante polêmica é o anúncio da mudança da praça do pedágio, que com a concessão da RS 122 e RS 240 deixará a localidade de Rincão do Cascalho, em Portão, e será transferido para outro local, visando evitar desvios dos motoristas. Inicialmente o Governo do Estado informou que o pedágio iria para o quilômetro 22,5, perto da ponte sobre o rio Caí, no bairro Bela Vista, em Bom Princípio. Mas devido a forte resistência das lideranças de Bom Princípio e Feliz, outras alternativas estão sendo estudadas, inclusive de instalar o pedágio em São Sebastião do Caí. Entre os locais cogitados estão trechos dos bairros Conceição e Areião.

Para obter mais informações e manifestar posição sobre a mudança, o prefeito Júlio Campani marcou uma reunião para o início da tarde de amanhã, quinta-feira, dia 17, às 13h30, em Porto Alegre, com o secretário estadual da Secretaria Extraordinária de Parcerias do Estado, Leonardo Busatto. Os prefeitos de Bom Princípio, Fábio Persch, e de Portão, Kiko Hoff, também devem participar do encontro. “Quero deixar claro que ninguém vai impor nada para São Sebastião do Caí. Se o assunto for negativo para o Caí, o pedágio não será instalado aqui”, garante. “Fiquem tranqüilos. Não permitiremos que nada seja imposto para São Sebastião do Caí e que venha em prejuízo da comunidade”, completou.

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde.
    A sociedade é um local onde deveríamos viver em harmonia, pensando no bem coletivo e não individual.
    Neste caso específico, se cada prefeitura achar que será prejudicada, o pedágio será instalado onde? Depois, como uma rodovia completamente deteriorada e sem manutenção, os prefeitos serão os primeiros a ir reclamar das condições ruins, mas agora, que é a hora de colaborar, ninguém quer. Sinceramente: parece mais demagogia política, e não preocupação com o bem-estar coletivo.
    A escolha do lugar deve levar em conta critérios técnicos, e não pressão política. Infelizmente nosso país parece ainda não ter aprendido a fazer a coisa do modo certo.

  2. Sobre o pedágio em São Sebastião do Caí:
    Prezado Sr. Prefeito Júlio Cesar Campani, me manifesto em sua atitude em defender a Cidade que nasci , parabéns !

    Gilson Fraga Coelho de Tramandaí

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here