Rompimento da adutora ocorreu junto a bomba da Corsan na beira do rio - Arquivo/FN

Ontem, segunda-feira, a reportagem do Fato Novo já tinha alertado sobre um problema na bomba de captação de água da Corsan em São Sebastião do Caí, o que estava impedindo o abastecimento em toda a cidade. O conserto estava sendo providenciado e a previsão era de normalização no fornecimento de água ainda na noite de ontem. Mas isso não ocorreu.

Conforme informação da Corsan, a falta de água atinge toda a cidade do Caí e também Capela de Santana devido ao rompimento de adutora junto ao rio Caí, no bairro Navegantes. Mesmo com os trabalhos realizados ontem até de madrugada, inclusive com o reforço de equipes que vieram de Lajeado, Montenegro e Bento Gonçalves, e a utilização de caminhão-pipa para abastecer a Estação de Tratamento de Água (ETA), não foi possível normalizar o fornecimento. Por isso é importante a população evitar o desperdício, só consumindo o absolutamente necessário.

Após conserto ontem, tubulação voltou a romper na madrugada e técnicos trabalham no local
– Crédito: Corsan

O engenheiro Marcelo Faro, que é coordenador operacional da região, explica que após a tubulação romper, foi feito o conserto da adutora de 200 milímetros, de ferro fundido, no recalque da beira do rio. Mas de madrugada voltou a romper. Os técnicos estão trabalhando no local, com a expectativa de concluírem o serviço hoje de tarde. Se não ocorrer um novo rompimento, até o início da noite deve voltar a operar. Mesmo assim, como os reservatórios estão vazios, vai demorar pelo menos dois dias para normalizar todo o abastecimento.

A utilização de caminhões-pipa tem sido um paliativo como medida mais emergencial no Caí. Já na Capela dois poços artesianos foram colocados em funcionamento, também para amenizar a situação. Após o término do serviço também podem ocorrer oscilações na pressão da água e a normalização se dará gradualmente. E se ocorrer algum imprevisto novamente, pode atrasar ainda mais o retorno da água.

O prefeito Júlio Campani, preocupado com a situação, também manteve contato com a Corsan no início da manhã de hoje. E vem acompanhando a situação. “A Prefeitura não tem responsabilidade nenhuma sobre o abastecimento de água. Isso é responsabilidade exclusive da Corsan”, esclarece. Mesmo assim o prefeito diz que tem mantido contato para que a população volte a ser abastecida o quanto antes.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here