Família perdeu tudo em incêndio no bairro São Martim - Crédito: Bombeiros do Caí

Ter uma nova casa e poder retomar a vida nos próximos dias. Esta é a expectativa do casal Jéferson Pereira da Conceição, 25 anos, trabalhador autônomo, e Elenise Micaela Borges Souza, 23, dona de casa, que perdeu tudo o que tinha quando sua casa foi destruída em um incêndio ocorrido no último dia 23 de maio. A família, que tem dois filhos de 3 e 9 anos de idade, recebeu o benefício do aluguel social do Município e seguirá morando no bairro São Martim.

A Prefeitura vai ajudar com aluguel de R$ 400, além de roupas, eletrodomésticos e móveis
– Crédito: Prefeitura

O casal é acompanhado pela equipe da Assistência Social desde o dia do sinistro e esteve na manhã desta segunda-feira, dia 1º de junho, no Centro de Referência em Assistência Social (Cras) Travessia, onde conversou e recebeu orientações do secretário municipal de Assistência Social, Pedro Griebler. “Eles ainda não se mudaram para a casa nova porque era necessário conseguir quase tudo que foi perdido no incêndio. Hoje temos confirmado para eles não só o aluguel social no valor de R$ 400,00 mensais, mas também roupas e agasalhos, móveis como cama, colchões e roupeiro, alguns eletrodomésticos e até uma cozinha completa que está sendo doada por um cidadão caiense que ficou sabendo do caso e nos procurou”, destaca Griebler.

O secretário explica que, no caso de residência incendiada em que a família é a proprietária, o Município pode auxiliar com material para reconstrução do imóvel. “Já neste caso, eles são inquilinos, por isso a prefeitura entra com o aluguel social de uma nova moradia”, explica Pedrinho.

“Tudo que queremos é recomeçar nossa vida”

Desde a ocorrência do incêndio em sua casa, Jéferson e Elenise Micaela estão morando de favor na moradia de uma amiga do casal. “Tivemos dificuldade em conseguir uma casa rápido por que as imobiliárias pedem fiador e referências e não temos. Então conseguimos uma na São Martim mesmo e se não fosse esse apoio da prefeitura e de outras pessoas, não sei o que faríamos”, afirma Jéferson.

Já Elenise Micaela ressalta que tudo o que quer é ter seu lar de volta. “Temos duas crianças, então não dava para se mudar de qualquer jeito. Agora estamos conseguindo e vamos retomar nossa vida. É tudo o que eu quero.” O secretário municipal de Assistência Social Pedro Griebler destaca que sua equipe seguirá acompanhando e auxiliando a família. “É o nosso trabalho. Todos que precisarem podem nos procurar no Cras Travessia ou pelo telefone 3635-2569”, conclui o secretário Pedrinho.

A Polícia Civil segue investigando o incêndio. Os Bombeiros Voluntários Caienses estiveram no local, por volta de 7h25 do dia 23 de maio, um sábado, mas a casa de madeira já tinha sido totalmente consumida pelo fogo, com a família perdendo tudo. Ninguém ficou ferido e os bombeiros evitaram que as chamas se propagassem para casas vizinhas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here