Aranha marrom tem sido encontrada em vários bairros do Caí. Picada pode trazer consequências graves se não tratada Crédito: Prefeitura

A chegada dos dias mais quentes é a época de proliferação e aparecimento de vários tipos de insetos e também de espécies como aranhas e escorpiões. Um tipo de aracnídeo em especial, a aranha marrom, está preocupando a Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde. Com uma picada venenosa, essa aranha já teria picado pelo menos cinco pessoas nos últimos dias em São Sebastião do Caí.

Em caso de acidentes a pessoa deve procurar atendimento médico imediatamente. O Hospital Montenegro é referência, pois dispõe de soro antiaracnídico. A aranha marrom geralmente é encontrada dentro de casa, fica escondida durante o dia, pois tem hábitos noturnos. A forma mais comum de acidente é quando, ao vestir uma roupa com o aracnídeo, a pessoa acaba esmagando a aranha, que então dá a picada. Outra forma comum é ao dormir, pois a aranha também circula entre as roupas de cama.

Como a picada não é muito dolorida, costumamos não dar importância no primeiro momento. Mas o veneno pode causar necrose no local do ataque e, em casos mais graves, até insuficiência renal. Por isso é importante sempre procurar atendimento médico e de preferência levar a aranha junto para facilitar a identificação do animal e o diagnóstico mais preciso. Mais informações e orientações podem ser obtidas diretamente com a Vigilância Ambiental pelo telefone 3635-2510.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here