Reprodução/FN

Um incêndio, no início da manhã da última terça-feira, causou sérios danos na estrutura do prédio da Escola Estadual de Ensino Médio São José do Maratá, em São José do Sul. Instalações da unidade de ensino, como a cozinha, banheiros e um saguão que abrigava refeitório e espaço de recreação, ficaram em ruínas.

Contudo, mais uma vez, a comunidade local resolveu se mobilizar para ajudar a escola, onde 130 alunos de séries iniciais ao ensino médio estão matriculados. Uma “vakinha” foi lançada e buscar arrecadar R$ 100 mil em doações, uma alternativa que tem se mostrado eficaz, ainda mais em tempos onde festas populares estão vetadas em razão da pandemia da Covid-19.

Interessados em colaborar na reconstrução das estruturas atingidas e na aquisição de móveis e eletros podem acessar o link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-a-escola-sao-jose-do-marata . A comunidade escolar corre contra o tempo para deixar o complexo o mais breve possível em condições de funcionamento, sobretudo pelo fato do ano letivo já estar seriamente prejudicado.

De consolo para alunos e educadores, as salas de aula foram preservadas graças à rápida ação do Corpo de Bombeiros de Montenegro. O fogo, suspeita-se, tenha sido causado em decorrência da queda de um raio. Vizinhos notaram as chamas após um forte estrondo, por volta das 6h.

Conforme o diretor da Escola São José do Maratá, professor Júlio Ricardo Hoerlle. muitas das melhorias realizadas no local, ao longo dos últimos anos, foram bancadas com recursos de eventos populares. Agora, a mobilização foi transferida para a internet.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here