Praça Municipal e outros espaços públicos foram interditados (Crédito: Cleo Meurer/Arquivo/FN)

Medida que já havia sido adotada em boa parte dos municípios do Vale do Caí, Salvador do Sul teve decretada, na tarde desse sábado, situação de emergência. A medida busca, especialmente, garantir a interrupção de atividades de restaurantes, food trucks, lanchonetes, lojas de conveniências e prestadores de serviços em geral.

O decreto também determina a interdição do Parque Affonso Christóvão Wallauer e praças públicas do Município, levando-se em conta a necessidade de isolamento social dos cidadãos. Complexos esportivos, culturais, academias, escolas e outros estabelecimentos de ensino, templos religiosos e bares também deverão ficar de portas fechadas. O não cumprimento do decreto será passível de multa, com interdição total ou parcial da atividade e cassação de alvará de localização.

As exceções são para farmácias, clínicas de atendimento na área de saúde, postos de combustíveis, comércio de gás e água, bancos, casas lotéricas, correios, caixas eletrônicos, supermercados, transportes de produtos essenciais, panificadoras, agropecuárias, pet shops, comércio de produtos saneantes domissanitários, serviços de monitoramento e segurança privada, comércio de equipamentos de segurança de trabalho (EPIs), produção primária, indústrias e atividades de logística de alimentos, de produtos perecíveis, de alimentação animal, de bebidas não alcoólicas e de higiene. Velórios também contam com regras para sua realização, sendo permitida a ocupação de apenas 30% do espaço.

Além disso, são solicitadas medidas de higienização dos locais que seguem com atendimento, sendo obrigada a disponibilização de álcool em gel 70%, nas suas entradas, e de toalhas de papel descartável.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here