Crédito: Facebook/Reprodução

Na companhia de familiares, em sua residência, em Salvador do Sul, faleceu, por volta das 5h deste sábado, Oscar Valentim Sost, aos 88 anos. Já há algum tempo o empresário, um dos fundadores da Móveis Kappesberg (Grupo K1), vinha enfrentando problemas de saúde.

O velório de Sost está sendo realizado na Capela Velatória da Funerária Hartmann. O sepultamento acontecerá no Cemitério Católico da cidade, após missa, às 10h deste domingo, na capela católica.

Oscar Sost parte deixando um grande legado para a região. Sua atuação foi decisiva para que a Móveis Kappesberg virasse realidade e se transformasse numa das maiores empregadoras do Vale do Caí e em referência na produção de móveis na América Latina.

O homem de jeito simples e que por anos trabalhou junto a um curtume no centro de Salvador do Sul, onde comercializava e reparava calçados numa sala cujas paredes eram tomadas por pôsteres do Grêmio, decidiu apostar forte no sonho de um de seus filhos, Carlos Sost, e de um amigo, Celso Theisen. Ações como vender um sítio e terrenos, somando cerca de US$ 20 mil (dado da Revista Amanhã) para investimento no projeto, levaram um fabriqueta de artesanato a se tornar grupo empresarial com arrecadação superior a R$ 600 milhões (dado da Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios, do Grupo Globo).

O Grupo K1, numa área de 200 mil metros quadrados, em Tupandi, para onde migrou no ano de 1995 deixando Salvador do Sul, produz cozinhas, dormitórios, escritórios, sala de estar e de jantar, entre outros itens, exportados para cerca de 50 países. São quatro marcas que integram seu portfólio, sendo a Kappesberg a maior.

 

* Editado em 31/07/2022 – 9h40.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here