Crédito: Cleo Meurer/Arquivo/FN

Se nos primeiros meses da pandemia Salvador do Sul apresentava números baixos de casos de Covid-19, nos últimos 40 dias houve uma disparada nas estatísticas. Entre o final de julho e os primeiros dias de setembro, o Município passou de 17 para 36 registros da doença, o que levou a Secretaria Municipal da Saúde, Ação Social e Habitação a declarar condição de alerta.

Além disso, conforme boletim divulgado pela pasta, na última quarta-feira, há mais 51 casos em análise. Outros 251 exames realizados até a data tiveram resultado negativo. Salvador do Sul segue sem registrar mortes relacionadas ao coronavírus.

O cenário de casos confirmados se aproxima de um patamar que exige uma atenção singular no Município. Temos que continuar alertas para a contenção da disseminação do vírus”, afirma a secretária da Saúde, Márcia Ebbing Eckert.

A preocupação com a evolução dos números da doença entre os salvadorenses é ampliada pela perspectiva de retomada das aulas, cujo calendário proposto pelo Governo do Estado defende a volta das atividades nas unidades de ensino a partir da educação infantil. A administração salvadorense, a exemplo de outras da região, é contra a reabertura das escolas neste momento, pela dificuldade da manutenção dos protocolos de distanciamento, especialmente, entre as crianças.

A Secretaria Municipal da Saúde, diante do consistente aumento de casos, reforça que estão em estudo novas medidas para a contenção da pandemia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here