Após o sepultamento de Oregino Francisco, na noite de ontem o seu vice Alexandre Barth tomou posse como prefeito - Crédito: Prefeitura do Pareci

Ainda em clima de luto, devido à morte do prefeito Oregino Francisco, a Câmara de Vereadores de Pareci Novo realizou uma sessão extraordinária na noite de ontem, segunda-feira, poucas horas após o sepultamento do chefe do Executivo que estava em seu terceiro mandato na Prefeitura. A sessão extraordinária foi um pedido do próprio Oregino. Em vídeo gravado na última sexta-feira, um dia antes de sua morte, Oregino convocou a comunidade do Pareci para comparecer na sessão da Câmara em que seria votada a autorização dos vereadores para o município abrir uma conta bancária, onde seriam depositados os primeiros R$ 889 mil reais liberados para o início da restauração do antigo seminário jesuíta situado no centro da cidade. O projeto era um sonho antigo de Oregino e o anúncio dos primeiros recursos ocorreu ainda na realização da Citrusflor, em novembro.

Na sexta-feira Oregino gravou vídeo pedindo apoio dos vereadores e comunidade para garantir os recursos conquistados para o início da restauração do antigo seminário jesuíta
– Reprodução/FN

O último pedido de Oregino foi atendido por unanimidade pelos vereadores. Todos foram favoráveis. A única ausência foi da vereadora Lourdes Francisco, primeira-dama que ainda está muito abalada pela perda do marido.

Na mesma sessão, o até então vice-prefeito Alexandre Barth, também do PDT, mesmo partido de Oregino, tomou posse como novo prefeito. Em seu pronunciamento, Alexandre lamentou a perda do grande líder regional e pediu a união do Legislativo e do Executivo, com a comunidade, para dar sequência as conquistas de Pareci Novo. Também prometeu diálogo com os vereadores, onde a maioria é de oposição. Mas ressaltou a importância da harmonia entre os poderes, para o bem do município. Ressaltou ainda a grande responsabilidade na função e pediu o apoio de todos.

Em nome da Câmara, a presidente do Legislativo, vereadora Adriane Colling Kinzel (PTB), ressaltou também a importância da união entre Legislativo e Executivo.

A última sessão do ano acontece na próxima quinta-feira, dia 26. Na ocasião, uma das propostas a serem votadas será a do vereador Paulinho Reisdorfer (PDT), propondo que as sessões passem a ser semanais (hoje são a cada duas semanas) e de não ter recesso no início do mandato. Além disso, também será votado projeto que propõe a redução dos salários do prefeito e vereadores. Na mesma noite, em sessão a partir das 19h, deve ser eleita a nova mesa diretora da Câmara, que comandará os trabalhos do Legislativo em 2020. Como agora Pareci Novo não tem mais vice-prefeito, o cargo de presidente da Câmara, que passa a ser o vice, cresce em importância, sendo ele o substituto na ausência do prefeito.

Nome de Oregino para a Transcitrus

Oregino foi o mentor do projeto de asfaltamento da Transcitrus
– Arquivo/FN

Durante o velório do prefeito Oregino Francisco, de 63 anos, ontem pela manhã, no Ginásio Municipal, deputados federais como Pompeo de Mattos e Giovani Cherini, em seus pronunciamentos, defenderam que seja prestada uma homenagem especial ao líder do município e da região que se despediu ontem.  Disseram que deve ser dado o nome de Oregino José Francisco para a Rodovia Transcitrus. Seria uma forma de homenagear o mentor do projeto da rodovia que foi asfaltada com recursos federais e liga dos Vale do Caí e Taquari. O projeto inicial contava com cinco municípios: Pareci Novo, São José do Sul, Maratá, Brochier e Poço das Antas. Depois entraram Montenegro, Harmonia, Westfália e Salvador do Sul, num total de mais de 50 quilômetros. Falta pouco para o asfaltamento de todo o percurso da Transcitrus, que é muito importante para o desenvolvimento das duas regiões. Oregino, que foi vítima de parada cardiorrespiratória durante um jantar na noite de sábado e faleceu na manhã de domingo, foi sepultado no final da manhã de ontem em Brochier, sua terra natal.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here