Produtor Sérgio Sachet diz que safra será menor e mais curta, mas as uvas estão com ótima qualidade - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Ponto turístico de Pareci Novo e da região, o Parreiral abriu a sua safra da uva na última semana. Situado na margem da RS 124, próximo ao pórtico de acesso à cidade, os consumidores tem a oportunidade de comprar a uva direto do parreiral. Já são treze anos com esta tradição, contando com um quiosque junto ao parreiral onde são vendidas as uvas, principalmente da variedade Niágara rosa, além da branca e preta.

Uvas são vendidas junto ao parreiral, diretamente aos consumidores
– Guilherme Baptista/FN

Conforme o produtor Sérgio Sachet, a safra iniciou cerca de 30 dias mais tarde neste ano devido às condições climáticas. “O inverno foi frio e seco, atrasando a brotação e o amadurecimento. E agora tem a seca”, explica. As perdas não foram maiores devido ao sistema de irrigação e cobertura. Mesmo assim a safra será cerca de 30% menor neste ano e também mais curta. “A qualidade é a mesma, com a uva bastante doce”, destaca Sérgio.

A safra deve ir até o final de janeiro. Depois Sachet vai trazer uvas de suas propriedades em Farroupilha, onde tem a produção de outras variedades.

Neste ano diminuiu também a produção de lichia, uma fruta muito saborosa que é pouco conhecida no sul e que é muito rica em nutrientes, vitaminas B e C. “Um ano carrega e o outro não. Como em 2019 a safra foi grande, neste ano diminuiu”, cita Sérgio.

O parreiral está aberto diariamente desde as 7h30 da manhã até por volta de 19h.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here