Talis Ferreira diz que preço em Montenegro está acima de cidades vizinhas Reprodução/FN

O vereador Talis Ferreira entrou na última segunda-feira, dia 4, com representação no Ministério Público sobre os preços do combustível em Montenegro.

Talis esteve no prédio da Promotoria de Justiça, onde entrou com uma representação contra os preços dos combustíveis. O vereador quer saber o motivo dos preços em Montenegro serem mais altos que em cidades vizinhas, como São Sebastião do Caí, Capela de Santana e Pareci Novo. E bem mais alto do que no Vale do Sinos. Talis estranha que os cerca de quinze postos existentes em Montenegro estejam com valores semelhantes no combustível, o que poderia caracterizar um possível cartel. A diferença no preço não passaria de 5 centavos.

O vereador também solicitou ao Comdecon – Comissão de Defesa do Consumidor, para que verifique a situação de valores praticamente “tabelados”.

Por outro lado, donos de postos colocam a culpa nas distribuidoras, que fornecem o combustível. Em novembro de 2017 chegou a ocorrer uma reunião na Câmara de Vereadores, com a presença de donos de postos, também em razão das reclamações quanto aos valores cobrados. Na época a diferença no preço, comparado com outras cidades, chegava a 50 centavos por litro. Os donos dos postos alegaram que os valores eram fixados pelas distribuidoras e tinham pouca margem de lucro. Na época já se cogitou a possibilidade de levar o caso ao Ministério Público, o que agora está ocorrendo.

Deixe seu comentário