Prefeitura vai fazer obras para facilitar travessia no trecho do bairro Santo Antônio - Crédito: Guilherme Baptista/FN

O Governo do Estado publicou na última semana o edital de concessão da rodovia RS 287. A concessão é pelo período de 30 anos, mas não inclui o trecho que a rodovia corta Montenegro e Triunfo, entre o Trevo do Shell e a localidade de Coxilha Velha (cruzamento com a BR 386).

Pelo edital, está prevista a concessão de um trecho de 204,5 quilômetro entre Tabaí e Santa Maria. Neste trecho a ser privatizado, o investimento previsto em melhorias, incluindo a duplicação, é de R$ 2,7 bilhões. O vencedor da licitação deverá ser conhecido em dezembro em leilão na Bolsa de Valores de São Paulo, com as obras devendo iniciar no segundo semestre de 2021. Está prevista a instalação de mais três praças de pedágio, em Tabaí (Km 47), Paraíso do Sul (Km 168) e Santa Maria (Km 214), além das já existentes, que são administradas pela EGR, em Venâncio Aires (Km 86) e Candelária (Km 131).

Montenegro continua com a EGR

Em outubro do ano passado, quando conferia obras de melhorias na RSC 287, em Montenegro, o secretário estadual de logística e transportes, Juvir Costella, que estava acompanhado do presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Urbano Schmitt, afirmou que a construção das rótulas e vias laterais, previstas em projeto que visa aumentar a segurança na travessia de trechos como dos bairros Santo Antônio e Panorama, dependia de um diagnóstico financeiro, através de estudos, com mais possibilidade de investimentos após o processo de concessão da rodovia para a iniciativa privada.

Trecho dos bairros Santo Antônio e Panorama continua aguardando pelas rótulas previstas em projeto da EGR
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

De acordo com a Assessoria de Comunicação da EGR, em resposta na última semana, o trecho da RSC 287 em Montenegro, que está sob concessão da Empresa Gaúcha de Rodovias, pertence ao pólo de pedágio de Portão (ERS 240/122). Dessa forma, as ações de manutenção desse segmento continuarão ocorrendo dentro do cronograma de ações da empresa.

A comunidade montenegrina aguarda há muitos anos pelas melhorias. Os acidentes são freqüentes, já tendo deixado muitas pessoas feridas e causado mortes. A EGR assumiu o trecho urbano, de 7 quilômetros, no final de 2017, com a promessa de obras para aumentar a segurança utilizando recursos do pedágio de Portão. Mas as rótulas e vias laterais, previstas em projeto entregue no ano passado, nunca saíram do papel. Sinaleiras também chegaram a ser compradas pela Prefeitura, mas nunca foram instaladas. Enquanto isso, a travessia está cada vez mais difícil e perigosa, devido ao intenso movimento.

trecho da via lateral está cedendo
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

Outra preocupação é que está cedendo o asfalto na via lateral da RSC 287, no trecho entre a estação rodoviária e o posto Ipiranga. No local passa uma galeria do arroio Montenegro, que desce do bairro Santo Antônio em direção ao centro. Anos atrás o asfalto já cedeu, inclusive causando a interrupção da rodovia. Chegou a ser previsto um recurso para construção de nova galeria, ainda quando a responsabilidade pelo trecho era do Daer, mas a obra não chegou a ocorrer.

R$ 500 mil para melhorias

Governador assinou investimento de R$ 500 mil em melhorias no trecho entre Passo da Serra e Coxilha Velha
– Divulgação/FN

Uma boa notícia é de que na última semana o Governo do Estado confirmou a destinação de recursos na ordem de R$ 500 mil para melhorias na RSC 287, entre o cruzamento com a RS 411 (Trevo do Frigonal) até a BR 386 em Coxilha Velha (Triunfo). A assinatura aconteceu na segunda-feira, dia 21 de setembro, através do governador Eduardo Leite, chefe Ada Casa Civil, Otomar Vivian, secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costela, e do diretor-geral do Daer, Luciano Faustino. O deputado Airton Lima (PL), que está morando em Montenegro e estava entre os parlamentares presentes no ato de assinatura de melhorias em 30 obras, com investimento total de R$ 60 milhões, ressaltou ter solicitado atenção e empenho do Estado para a rodovia que corta Montenegro e Triunfo.

Dias antes da assinatura, Airton Lima visitou pessoalmente o trecho, onde conversou com moradores e usuários. Encaminhou ofício em caráter de urgência solicitando as melhorias. No documento, afirmou que o asfalto da rodovia se encontra em péssimas condições de conservação e que esta situação põe em risco a vida de vários motoristas que trafegam na região diariamente, salientando que já houve notícias de mortes por acidentes graves neste trecho. Foi neste trecho que no domingo passado um bebê de 8 meses e seu padrinho de 22 anos morreram em acidente, além dos pais da criança ficarem feridos, após o carro em que estavam sair da pista e colidir com uma árvore, próximo ao Passo da Serra.

No ano passado o trecho de cerca de 7 quilômetros que carta a área urbana de Montenegro recebeu recapeamento asfáltico. Mas a parte entre o Passo da Serra e Coxilha Velha ficou de fora. É um trecho onde falta acostamento, além de buracos e ondulações na pista, sem contar a falta de drenagem. Por isso a importância das melhorias que agora devem ser realizadas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here