Os técnicos da Corsan conseguiram ontem, sábado, dia 5, substituir o transformador e os cabos que tinham sido furtados em Montenegro sem comprometer o abastecimento na maior parte da cidade. O furto ocorreu ainda na noite de sexta-feira, por volta de 23h, junto a estação de tratamento perto da antiga fábrica da Antarctica (ETA 2). Os ladrões, além dos cabos, desmancharam o transformador que alimenta os motores que puxam a água do rio Caí, comprometendo o fornecimento de água para os bairros. Apenas o centro não seria afetado, pois recebe água da ETA 1, a mais antiga, situada na rua Apolinário de Moraes.

Trabalhando durante toda a madrugada de ontem, sábado, os técnicos conseguiram colocar novos cabos e o novo transformador que veio de Porto Alegre. Mas na tarde deste domingo houve outro problema. Por volta de 16h o transformador novo acabou queimando e novamente foi interrompida a produção de água na ETA 2. Conforme o gerente da Corsan, Lutero Fracasso, um novo transformador está vindo da capital. A previsão é de que o conserto seja concluído até por volta da meia-noite. Ele alerta que é importante a comunidade montenegrina evitar o desperdício, economizando água, para que o reservatório não seja esvaziado. Vale o mesmo alerta de ontem. Se toda a água dos reservatórios for utilizada, vai ter interrupção no abastecimento dos bairros, não afetando apenas o centro.

O prejuízo, só nos danos aos equipamentos e materiais, deve chegar a cerca de 100 mil reais em decorrência dos furtos. Enquanto isso, o cobre furtado nos cabos e no transformador, não deve render mais do que 500 a 600 reais aos ladrões. Importante a comunidade denunciar para a Polícia, caso tenha informações sobre quem furtou e também quem está comprando o material furtado, já que a receptação também é crime. As denúncias, mesmo de maneira anônima, podem ocorrer através dos telefones 190 da Brigada Militar ou 197 da Polícia Civil.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here