Reprodução/FN

O prefeito Carlos Eduardo Müller, o Kadu, assinou nesta segunda-feira, dia 6, alterações no decreto de estado de calamidade pública, com relação ao funcionamento do comércio e serviços em decorrência da pandemia do coronavírus. Os ajustes ocorrem para se adequar ao decreto estadual.

Entre as alterações, os estabelecimentos comerciais e serviços, impedidos de abrir as portas aos consumidores em geral, poderão comercializar os produtos através de tele-entregas. Também podem funcionar pelo sistema take away, através da retirada de produtos de alimentação, saúde e higiene, adquiridos previamente por meio eletrônico ou telefone, com hora marcada, sendo vedado o ingresso de qualquer cliente no estabelecimento comercial, bem como a formação de filas ou qualquer tipo de aglomeração de pessoas. Deverá ser marcado no piso o distanciamento entre as pessoas, de no mínimo dois metros entre os clientes. E permitir a entrada de apenas uma pessoa de cada família ou grupo, por vez. Isso tudo utilizando as medidas de higiene e limpeza.

A Prefeitura diminuiu de 50 para 30% a capacidade de lotação dentro das lojas. Foi revogada a proibição de funcionamento das lojas de conveniência junto aos postos de combustíveis.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here