Foram instalados 17 parquímetros para cobrança, mas pagamento também poderá ocorrer em pontos do comércio e por aplicativo - Crédito: ACOM/Prefeitura

A implantação do Estacionamento Rotativo Pago está temporariamente suspensa desde a última segunda-feira, dia 4. Conforme a Prefeitura de Montenegro, isso ocorreu porque foi concedido uma liminar para uma empresa que sequer participou do processo de licitação. A Prefeitura informou que, através de sua Procuradoria Geral, está tomando as medidas cabíveis para reverter a situação.

A cobrança do estacionamento nas principais ruas do centro de Montenegro estava prevista para iniciar em 17 de fevereiro. Um total de 1160 vagas para carros já foram demarcadas e 17 parquímetros para cobrança foram instalados. Funcionários também foram contratados. Entretanto, a implantação do novo sistema agora está temporariamente suspensa. Uma empresa, que se sentiu prejudicada na concorrência pública, recorreu para a Justiça, alegando que no edital de licitação constava que só podiam participar prestadores de serviço que operam na área pública. Em seus recursos junto a Comarca de Montenegro e numa primeira ação no Tribunal de Justiça, a empresa recorrente não obteve êxito, mas nesta semana conseguiu um agravo suspendendo temporariamente a implantação do estacionamento rotativo pago.

A Prefeitura alega que a exigência que consta no edital visa garantir a qualidade do serviço e que isso também foi adotado em outras cidades aonde a cobrança já está ocorrendo. Por isso o prefeito Kadu Müller acredita que a situação será logo revertida e o estacionamento rotativo pago poderá ser implantado a partir de 17 de fevereiro. “Estamos trabalhando para não atrasar. Os advogados da Prefeitura estão cuidando de tudo”, destaca o prefeito. (GSB)

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here