Atraso nos repasses provocou a interrupção dos serviços médicos no ambulatório de especialidades para consultas, exames e procedimentos eletivos desde terça-feira - Arquivo/FN

Conforme a Prefeitura de Montenegro, foi agendada uma reunião com o Governo do Estado para abordar questões relacionadas à Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Montenegro recebeu a confirmação da reunião junto à Secretaria Estadual de Saúde. O encontro, que abordará diferentes questões relativas aos impasses envolvendo a Saúde Pública do município e da região, ocorre no próximo dia 14 em Porto Alegre. Segundo a Prefeitura, tal movimento ocorre diante da solicitação da Administração Municipal que, em conjunto com as Secretarias Municipais do Vale do Caí, se reúne com o Governo do Estado para uma aproximação e possíveis soluções, assim como nortes de medidas a serem tomadas envolvendo o tema.

A principal questão é a crise no Hospital Montenegro (HM), que desde a última terça-feira, dia 6 de novembro, suspendeu os atendimentos ambulatoriais de especialidades para consultas, exames e procedimentos eletivos em razão dos atrasos nos repasses do Estado. Como o hospital é o único da região que atende gratuitamente através do 100% SUS, depende exclusivamente de recursos públicos. Com o atraso nos repasses, já estariam atrasando salários de médicos e funcionários, além de fornecedores e prestadores de serviços. Segundo a direção do hospital, se os repasses não forem regularizados, podem ser restringidas também as internações, inclusive na UTI.

Deixe seu comentário