Ricardo Dreher foi um dos pioneiros nas transmissões de jogos de voleibol do Riograndense e da Frangosul - Facebook/Reprodução

Nos 70 anos da Rádio América, comemorados no último dia 17 de junho, o radialista montenegrino Ricardo Teodoro Dreher lembrou algumas histórias de sua passagem pela emissora onde iniciou carreira no microfone. Quem também estava no estúdio era o ex-colega José Alfredo Schmitz, que o acompanhou em jornadas esportivas das conquistas do vôlei do Riograndense e da Frangosul, transmitidas de diversas cidades do país. Ricardo e Schmitz também apresentaram juntos o programa Realidade no início da década de 1980. Recordou que urante uma das coberturas esportivas, estava no mesmo hotel do então candidato Lula à presidência da República e conseguiu uma entrevista exclusiva. Isso sem falar nas entrevistas com os principais jogadores e técnicos de voleibol do país durante os jogos em que a Rádio América foi pioneira nas transmissões no Brasil.

Despedida de Ricardo Dreher deverá ser no domingo em Montenegro
– Facebook/Reprodução

Técnico agrícola, como funcionário da Emater Ricardo apresentava programa na Rádio América com informações direcionadas aos produtores rurais. Como já gostava muito de rádio, começou a participar das coberturas esportivas de vôlei e futebol, além de apresentar o programa Realidade. Também foi candidato a vereador e secretário municipal de agricultura no governo dos ex-prefeitos Adolfo Schüler Neto e Ubirajara Mattana. Após foi trabalhar na área de comunicação da Cooperativa Certel em Teutônia, mas seguiu no microfone, participando de rádios como a Popular de Teutônia, Alto Uruguai de Estrela e Emoção de Arroio do Meio.

Ricardo Dreher faleceu na manhã desta sexta-feira, dia 18, aos 66 anos de idade. Estava internado no Hospital Bruno Born, de Lajeado, há cerca de uma semana devido a complicações decorrentes de um câncer de diabetes. Ele residia no Instituto Pella Bethânia, de Taquari. Deixa os filhos Rafael, que mora nos Estados Unidos; Paulo Fernando, residente em Porto Alegre; e Renata, moradora de Estrela, netos, demais familiares, colegas e um incontável número de amigos e ouvintes. A despedida está prevista para domingo, dia 20, possibilitando o retorno do filho Rafael, com velório na Capela São João da Funerária Vargas, seguido de sepultamento no cemitério de Montenegro.

O filho Rafael de Magalhães Dreher escreveu uma homenagem ao pai, postada no facebook, destacando a paixão de Ricardo Dreher pelo microfone:

Bendito rádio. Maldito rádio.

O rádio era tua paixão, assim como as orquídeas. Mas o rádio que nos deu sustento foi o mesmo rádio que nos privou da tua presença aos domingos. Bendito rádio. Maldito rádio.

“Aqui, Rádio América de Montenegro!”

Pioneiro. Quando vôlei ainda era quase amador, tu ajudaste a projetar Montenegro por muitos anos como a “Capital Nacional do Vôlei”. Minhas memórias dos jogos da Frangosul, ainda no ginásio do Parque Centenário, quando tu estavas narrando ou na reportagem, colocando o microfone na cara dos técnicos para capturar as instruções ou aqueles rompantes estilo Bernardinho, muito antes das grandes rádios descobrirem o vôlei.

Tive o privilégio de poder te acompanhar algumas vezes e ver de perto o quanto tu gostava da “latinha”. Nos jogos em Montengro, ou nas viagens de Teutônia para Novo Hamburgo, voltando tarde pra casa, quando te ajudava a “passar cabo”, pois o microfone ainda era com fio.

“Rádio Popular, a emoção do futebol”

Quando achamos que te teríamos pra nós nos domingos, veio o convite (salvador) da Rádio Popular. Ainda lembro do dia em que o Lucas e o Silvio Brune estiveram na nossa casa pra te fazer o convite para trabalhar na equipe de esportes da Rádio Popular FM. Era uma época difícil, mas talvez ali tu tenha te realizado por poder fazer do rádio mais do que teu hobby, mas o sustento da tua família.

Tivestes o privilégio de trabalhar por muitos anos com o que tu amava. Nos teus últimos anos, ainda emprestastes tua voz para as peças de teatro no Pella Bethânia. Não podias ver um microfone que já sentia aquela “coceira”.

O rádio que nos deu tudo. O rádio tua paixão.

Bendito rádio. Maldito rádio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here