Bloqueios ocorreram no bairro Santo Antônio (foto) e na Costa da Serra no final da tarde de hoje - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Durante uma hora, entre 17h e 18h, manifestantes bloquearam o trânsito em duas rodovias que cortam Montenegro. E com isso grandes congestionamentos se formaram, já que é o horário de maior movimento, ainda mais numa sexta-feira.

Moradores da Panorama se juntaram com os do bairro Santo Antônio
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

Na RSC 287, a concentração maior aconteceu junto ao cruzamento com a Rua Ramiro Barcelos, no chamado Trevo do Ipiranga. No local, moradores dos bairros Santo Antônio e Panorama pediram as obras prometidas pelo Governo do Estado, através da EGR, como rotatórias e vias laterais, para aumentar a segurança na travessia da rodovia. Além de cartazes, faixas e palavras de ordem, teve até sinaleira, em alusão aos semáforos que chegaram a ser comprados, mas que nunca foram instalados. Mesmo com muitos motoristas desviando pelo interior dos bairros, o bloqueio gerou um enorme congestionamento.

Trânsito também foi interrompido na ERS 411, em Costa da Serra, que está com as obras abandonadas
– Crédito: Fernando Reidel

O outro protesto, no mesmo horário, aconteceu ERS 411, altura da localidade de Costa da Serra, onde a obra de recuperação da rodovia foi interrompida em outubro do ano passado e desde então a pavimentação ficou em condições muito precárias. Buracos, desníveis, poeira e barro estão provocando revolta nos motoristas e moradores. O Daer alegou que já pagou as pendências e espera que a empresa responsável retome os trabalhos. Entretanto, segundo informações a empresa estaria pedindo um aditivo, por revisão no contrato. Prefeitos como de Brochier e Maratá, Clauro Carvalho e Fernando Schrammel, municípios que utilizam a ERS 411 na ligação com Montenegro, assim como o prefeito de Pareci Novo, Oregino Francisco, que agora é presidente da Associação dos Municípios do Vale do Caí (AMVARC), participaram do protesto na Costa da Serra junto com moradores e motoristas.

Deixe seu comentário