HM suspendeu cirurgias eletivas devido ao risco de falta de medicamentos - Arquivo/FN

O Hospital Montenegro (HM) voltou a suspender as cirurgias eletivas. Desta vez o motivo é a grande propagação do coronavírus no Estado e a sinalização de falta de medicação no mercado. Conforme a direção do HM, muitas Instituições já estão encontrando dificuldades na reposição de alguns itens.

A partir da próxima quarta-feira, 1º de julho, estarão suspensas as cirurgias eletivas. “Lamentamos muito pela medida, mas destacamos que ela é necessária, a fim de evitar o desabastecimento de medicações para o tratamento de pacientes Covid-19”, informou a direção do HM. Outros hospitais do Estado estão tomando a mesma medida. O maior problema é a falta de anestésicos e sedativos usados em procedimentos e para pacientes entubados. A dificuldade de aquisição ocorre em nível nacional.

O Hospital Montenegro tinha retomado as cirurgias e serviços eletivos ambulatoriais no último mês de maio, quando voltaram a ser chamados pacientes que estavam agendados no período de suspensão e aguardavam na lista de espera. Mas agora as cirurgias eletivas voltaram a ser suspensas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here