Imagem ilustrativa/Internet

A Prefeitura de Montenegro, através de sua página no facebook, divulgou um Informe Epidemiológico sobre o caso de meningite bacteriana ocorrido no município.

“A Secretaria Municipal de Saúde informa que recebeu, nesta quinta-feira (24/10), a notificação de caso suspeito de Meningite que havia dado entrada no Hospital Montenegro, um menino 13 anos, com quadro clínico suspeito de meningite. Imediatamente o protocolo do Ministério da Saúde foi aplicado e o exame enviado ao Laboratório Estadual de Saúde Pública – LACEN.

A criança recebeu tratamento adequado e permaneceu internada em observação. Seus familiares foram contatados e foi realizada investigação de todos os contatos íntimos. Após a confirmação laboratorial realizada pelo LACEN, em torno das 16h de quinta-feira, confirmando ser um caso de Meningite Meningocócica, foi repassada a informação para a Escola e contatos.

Breve histórico dos casos confirmados de meningites causados por meningococos em Montenegro:

2008:

1 óbito de adulto, 52 anos, causado por meningococo tipo B;

2011:

2 casos confirmados em adultos causados pelo meningococo tipo B – curados;

1 óbito causado por meningococo tipo W;

Nos outros anos, inclusive em 2019, foram registrados casos de meningites por diversas etiologias (pneumococo, vírus, fungos) com boa evolução. Não há registro de surto de meningite desde 2003.

Mais informações com a Vigilância Epidemiológica Montenegro pelo telefone 3632-1113.

O que é meningite?

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus, bactéria e fungos.

Todas as faixas etárias podem ser acometidas pela doença, porém o maior risco de adoecimento está entre as crianças menores de 05 (cinco) anos, especialmente as menores de 01 (um) ano de idade.

Tipos de Meningite:

Quais são os sintomas da meningite?

A meningite é uma síndrome na qual, em geral, o quadro clínico é grave, por isso no momento em que achar que você ou alguém pode estar com sintomas de meningite deve procurar atendimento médico o mais rápido possível. Um médico pode determinar se você tem a doença, o tipo de meningite e o melhor tratamento.

Os sintomas da meningite incluem início súbito de febre, dor de cabeça e rigidez do pescoço.

Muitas vezes há outros sintomas, como:

  • Mal-estar
  • Náusea
  • Vômito
  • Fotofobia (aumento da sensibilidade à luz)
  • Status mental alterado (confusão)

Com o passar do tempo, alguns sintomas mais graves de meningite bacteriana podem aparecer, como: convulsões, delírio, tremores e coma.

Como a meningite é transmitida?

Na meningite bacteriana, geralmente, a transmissão é de pessoa a pessoa, por meio das vias respiratórias, por gotículas e secreções das vias aéreas superiores (do nariz e da garganta). Já na meningite viral a transmissão é fecal-oral.

Como prevenir a meningite?

A meningite é uma síndrome que pode ser causada por diferentes agentes infecciosos. Para alguns destes, existem medidas de prevenção primária, tais como vacinas e quimioprofilaxia. As vacinas estão disponíveis para prevenção das principais causas de meningite bacteriana. As vacinas disponíveis no calendário de vacinação da criança do Programa Nacional de Imunização são:

  • Vacina meningocócica conjugada sorogrupo C: protege contra a Doença Meningocócica causada pelo sorogrupo C;
  • Vacina pneumocócica 10-valente (conjugada): protege contra as doenças invasivas causadas pelo Streptococcus pneumoniae, incluindo meningite.
  • Pentavalente: protege contra as doenças invasivas causadas pelo Haemophilus influenzae sorotipo b, como meningite, e também contra a difteria, tétano, coqueluche e hepatite B.
  • BCG: protege contra as formas graves da tuberculose.

Diferenças nos tipos de transmissão: 

Meningite Bacteriana

Geralmente, as bactérias que causam meningite bacteriana se espalham de uma pessoa para outra por meio das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta. Já outras bactérias podem se espalhar por meio dos alimentos, como é o caso da Listeria monocytogenes e da Escherichia coli.

É importante saber que algumas pessoas podem transportar essas bactérias dentro ou sobre seus corpos sem estarem doentes. Essas pessoas são chamadas de “portadoras”. A maioria dessas pessoas não adoece, mas, pode espalhar as bactérias para outras pessoas, por serem os portadores.

Meningite Viral

As meningites virais podem ser transmitidas de diversas maneiras a depender do vírus causador da doença.

No caso dos Enterovírus, a contaminação é fecal-oral, e os vírus podem ser adquiridos por contato próximo (tocar ou apertar as mãos) com uma pessoa infectada; tocar em objetos ou superfícies que contenham o vírus e depois tocar nos olhos, nariz ou boca antes de lavar as mãos, trocar fraldas de uma pessoa infectada, depois tocar nos olhos, nariz ou boca antes de lavar as mãos, beber água ou comer alimentos crus que contenham o vírus. Já os Arbovírus são transmitidos por meio de picada de mosquitos contaminados.

Meningite causada por fungos

A meningite fúngica não é transmitida de pessoa para pessoa. Geralmente os fungos são adquiridos por meio da inalação dos esporos (pequenos pedaços de fungos) que entram nos pulmões e podem chegar até as meninges (membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal). Alguns fungos encontram-se em solos ou ambientes contaminados com excrementos de pássaros ou morcegos.

Já um outro fungo, chamado Candida, que também pode causar meningite, geralmente é adquirido em ambiente hospitalar.

Meningite causada por parasitas

Os parasitas que causam meningite não são transmitidos de uma pessoa para outra, e normalmente infectam animais e não pessoas. As pessoas são infectadas pela ingestão de produtos ou alimentos contaminados que tenha a forma ou a fase infecciosa do parasita

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here