Serviço no Sine está suspenso desde julho do ano passado e interessados têm que procurar outras cidades - Arquivo/FN

Falta pouco para voltar a funcionar em Montenegro o Setor de Identificação na Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social – FGTAS, junto ao SINE, no prédio ao lado da Praça Rui Barbosa, no centro da cidade. A informação é do vereador Felipe Kinn Menezes (MDB) e do agente administrativo do Sine, Nelson Timm.

O posto das carteiras de identidade fechou em julho e desde então os montenegrinos que necessitam da carteira precisam procurar outras cidades, como São Sebastião do Cai, Portão, São Leopoldo ou Estância Velha. Isso gera mais transtorno, além de custos devido ao transporte. A expectativa era de que o problema, de falta de funcionário, seria logo resolvido, mas isso não ocorreu. E acabou demorando ainda mais devido ao período das eleições, onde não podem ocorrer contratações, e com a troca de governo.

Mobilização continua para que posto de identidades reabra o quanto antes
– Crédito: ACOM/Câmara de Vereadores

Nesta segunda-feira, dia 14, o vereador Felipe e Nelson Tim estiveram reunidos com o Delegado Regional da Secretaria do Trabalho e Assistência Social, Marlos Oliveira. A garantia é de que falta muito pouco para os serviços retornarem a normalidade em Montenegro. Segundo Timm, já foi definido o servidor que será designado para o município, faltando somente à conclusão da parte burocrática. Ele também deverá passar por um curso. A sala onde ocorrerá o atendimento, que continuará no Sine, já recebeu inclusive melhorias, como pintura.

A expectativa é de que até março o serviço de identidades esteja normalizado. Além de retornar os serviços. Timm diz que a proposta é dobrar o atendimento de 20 para 40 fichas diárias. Outro incremento para recuperar esse passivo é o serviço da Unidade Móvel que deve ser utilizado também como medida compensatória. O vereador Felipe Kinn ainda na mesma manhã fez contato com o deputado Juvir Costella, atual secretário estadual dos transportes, reforçando o pedido e a urgência.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here