Flagrante ocorreu no Porto Pereira, em Montenegro - Crédito: Patram

Uma equipe do Policiamento Ambiental (Patram) da Brigada Militar realizou uma fiscalização ontem, sábado, dia 8, na margem do rio Caí, altura da Estrada dos Navegantes, na localidade de Porto dos Pereiras, em Montenegro, próximo da divisa com Pareci Novo.

Conforme o comandante da Patram, tenente Luis Fernando da Silva, o objetivo da ação foi de coibir a pesca predatória em período de defeso e outros crimes ambientais. Na piracema (desova), que vai até o final deste mês de janeiro, a pesca está proibida. Durante este período está proibida a pesca predatória com o uso de rede, tarrafa e vara com molinete. A pesca somente pode ser realizada com caniço e linha de mão (sem a necessidade de licença de pesca) e com molinete e carretilha (com a obtenção da licença de pesca). Limitado a um petrecho por pescador. O limite de captura é de 5 kg mais um exemplar de qualquer tamanho.

Prisão e apreensão

Segundo a Patram, ontem foram abordados pescadores que estavam acampados às margens do rio.  Durante diligências no acampamento de um deles foi localizada uma caixa térmica contendo 50  peixes de diversas espécies, dentre elas  piava, muçum , branquinha,  dentre outros. Ainda durante fiscalização foram localizadas quatro redes  de pesca, sendo de 20 metros cada , totalizando 80 metros. O proprietário do material relatou que não possui carteira de pescador expedida por órgão competente. Diante dos fatos, os materiais foram apreendidos e o acusado de crime a ambiental encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro.

Redes e peixes foram apreendidos – Crédito: Patram

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here