/Reprodução/FN

A Polícia Civil investiga uma grave denúncia ocorrida no último final de semana.

A avó de uma jovem de 18 anos procurou a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) para denunciar que a neta teria sido vítima de abuso sexual. Informou que a jovem é portadora de deficiência e que o acusado seria o próprio pai biológico dela.

O crime, caso seja comprovado, é de estupro de vulnerável. Por isso tem uma pena ainda maior. O fato teria ocorrido no último domingo e a Justiça imediatamente decretou medidas protetivas para que o pai não se aproximasse mais da filha. Conforme familiares, a mãe da jovem faleceu faz quatro anos e ela é cuidada pelos avós. No domingo o pai teria mandado um táxi buscar a filha. A denúncia é de que na casa dele teria passado a mão nas partes íntimas dela. Ela inclusive teria hematomas ao ser puxada para a cama. O abuso só parou devido aos insistentes pedidos da filha.

A jovem deve passar por exames em Porto Alegre. Os nomes dos envolvidos e o local do fato não foram divulgados para a preservação da vítima.

Deixe seu comentário