Vaceli, na foto ao lado do filho Percival, faleceu na madrugada de hoje, aos 87 anos - Prefeitura/Reprodução

Na madrugada de hoje, sábado, dia 9, por volta de 3h30min, faleceu o ex-vereador e ex-secretário municipal Vaceli Flores de Oliveira, aos 87 anos de idade. Ele estava internado no Hospital Montenegro faz cerca de um mês, desde que sofreu uma queda no banheiro de sua casa, em Rincão do Cascalho, onde morava com a atual esposa Marta. Devido a queda, sofreu graves lesões no roto, inclusive fratura na testa e hematomas na face. Após ser encaminhado ao hospital de Portão foi removido para Montenegro, onde sofreu outras complicações, como infecção em órgãos internos, e não resistiu.

Vaceli foi secretário de obras de cinco prefeitos e trabalhou na Prefeitura por quase 60 anos
– Reprodução/FN

O ex-prefeito Percival de Oliveira lembra com orgulho da história do pai, desde que a família se transferiu para Montenegro. “Ele veio de Erechim de carroça quando tinha 12 anos. Levaram doze dias de carriça”, recorda, quando a família, com pais e 9 filhos, foi morar no bairro Santo Antônio . Vaceli ingressou na Prefeitura com 14 anos, em 1947, e trabalhou por quase 60 anos. “Trabalhei em quase tudo na Prefeitura. Só não fui cubeiro porque não me colocaram”, costumava dizer. Trabalhou desde na capina e varredor de rua até motorista, onde ficou mais tempo. Pelo trabalho prestativo e sempre simpático, em 1982 foi eleito o vereador mais votado da história de Montenegro até então, com mais de 1300 votos. Também foi secretário municipal em pastas como de obras, viação e serviços urbanos e agricultura dos prefeitos Roberto Cardona, Adolpho Schüller, Ivan Zimmer, Ubirajara Mattana e do próprio Percival.

Sepultamento de Vaceli será na manhã de domingo, as 10h
– Reprodução/FN

Vaceli teve quatro filhos (Araci, Percival, Marcial e Izaquiel) e deixa mais esposa, dois netos, seis bisnetos, demais familiares e um incontável número de amigos. “O pai sempre foi motivo de orgulho para nós. Homem simples, humilde e trabalhador. Correto, nunca guardava rancor de ninguém. Tinha uma memória fantástica. Lembrava sempre de tudo e de todos. Era amoroso a atencioso”, recorda Percival, sem esconder a emoção.

O velório acontece na capela mortuária da Funerária Forneck Mattana, do bairro Cinco de Maio, próximo ao cemitério, no mesmo prédio onde era o Mercado Vaceli, que teve o nome em sua homenagem. O velório deve iniciar no começo da tarde de hoje, a partir das 14h. O sepultamento, no Cemitério de Montenegro, está previsto para a manhã de domingo, às 10h.

Deixe seu comentário