Rogério Nunes, o seu "Doinha", tinha 64 anos - Reprodução/FN

O ciclista que ficou em estado grave após ser atingido por um ônibus no último dia 25 de janeiro não resistiu e veio a falecer nesta terça-feira, dia 15. Rogério Nunes, o seu “Doinha”, como era conhecido, tinha 64 anos. Morador do bairro Industrial, trabalhava como pedreiro e deixa duas filhas, demais familiares e muitos amigos. “Não dá para acreditar. Fez parte da minha vida. Era um pai para mim. Vou levá-lo na memória e no coração para sempre”, postou no facebook o sobrinho Junior Nunes, com uma foto do seu “Doinha”.

Ele estava internado em estado grave desde o dia do acidente. Conforme informações, dirigia uma bicicleta pela Avenida Júlio Renner (Via II), no bairro Timbáuva, quando próximo da Secretaria Municipal da Saúde (Assistência), em Montenegro, foi atingido por um ônibus. Sofreu graves ferimentos, sendo socorrido pelo Samu e encaminhado para o Hospital Montenegro (HM), de onde depois foi transferido para o Pronto Socorro, o HPS, em Canoas. Conforme familiares, chegou a ter uma melhora, mas não resistiu aos graves ferimentos e faleceu na tarde de hoje.

O acidente ocorreu pouco antes das 15 horas. Passageiros que estavam no ônibus da Viação Montenegro citam que o ciclista trafegava em sentido contrário e veio de encontro ao coletivo, sendo que o motorista ainda tentou desviar, mas não foi possível evitar o choque. O próprio motorista do ônibus, juntamente com passageiros, prestou os primeiros atendimentos e chamou por socorro.

A Brigada Militar registrou o acidente na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e a Polícia Civil será a responsável por apurar os fatos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here