Obras foram interrompidas em outubro do ano passado, deixando o trecho muito esburacado - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Revoltados com a falta de providências do Governo do Estado, moradores e usuários da ERS 411 ameaçam bloquear a rodovia em protesto pelo péssimo estado da pavimentação. O problema só se agrava desde que as obras foram interrompidas em outubro do ano passado, logo depois das eleições. Buracos, barro, poeira e muito perigo no trecho em que a RS 411 cruza a localidade de Costa da Serra, em Montenegro, na ligação com Brochier e Maratá. “Não sabemos mais o que fazer. Os buracos só aumentam”, reclama o empresário Fernando Reidel, que diariamente cobra providências das autoridades, mantendo contato com representantes do Daer, Governo, deputados e prefeitos.

Obra está abandonada desde outubro e virou uma buraqueira
– Crédito: Guilherme Baptista/FN

Na última semana o Daer informou que tinham sido resolvidas pendências para o fornecimento de asfalto e com a empreiteira responsável pela obra. E que a expectativa era de que nos próximos dias os trabalhos seriam retomados. Mas até agora isso não aconteceu. A única coisa que o Daer fez foi colocar placas avisando “Asfalto com defeito”. “Acontece acidente todo dia”, informa Fernando, temendo que aconteça uma tragédia. “Com a chuva ficou ainda pior”, protesta Valdair, morador que tem dificuldades em passar de bicicleta pela estrada, a qual voltou a ser de chão batido e muito esburacada. “Os buracos só aumentaram~, completa a comerciante Magali. “Isso aqui não tem cabimento. Não conheço rodovia pior que essa”, declarou o motorista Valmir Martins, de São Vendelino, que passava pelo local.

Mesma resposta do Daer

Novamente a reportagem entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do Daer para pedir uma posição sobre a retomada da obra. E a resposta foi a mesma do mês passado. “O Daer já solicitou a empresa que dê continuidade aos serviços na rodovia. Inicialmente, será finalizado os trabalhos nos locais em que a obra havia sido paralisada. Depois, o 11ª Superintendência Regional do Daer, de Lajeado, deve realizar um cronograma para as próximas ações na rodovia”.

Costa da Serra está abandonada

Não é a péssima situação da RS 411 que preocupa os moradores da Costa da Serra. Também tem a falta de segurança. Só no último final de semana ocorreram dois assaltos. Num deles um casal foi assaltado em casa. No outro um motorista teve o carro roubado ao parar perto do cemitério para trocar um pneu. E recentemente um jovem foi espancado e acabou morrendo. “Estamos esquecidos. Parece que a Costa da Serra não existe”, protesta Fernando Reidel. “Vamos na Brigada Militar para uma reunião e pedir por mais segurança, mas já sabemos que falta efetivo”, completa.

E tem mais problemas na Costa da Serra. Os moradores continuam com muita dificuldade quanto ao sinal de telefonia e de internet.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here