Várias empresas demonstraram interesse em se instalar no Polo da Química, no distrito industrial de Montenegro - Crédito: Prefeitura/Divulgação

Em tempos de grave crise econômica, principalmente em decorrência da pandemia do coronavírus, a notícia não poderia ser melhor.

Na sessão ordinária da Câmara na última quarta-feira, antecipada em razão do feriado de Corpus Christi, os vereadores aprovaram por unanimidade dois projetos enviados pela Prefeitura que tratam especificamente da instalação de empresas no município. Um deles concede incentivo para empresa Bendo & Cia Ltda que atua nas atividades de beneficiamento de arroz, comércio e alimentos. O incentivo abrangerá o fornecimento de horas máquinas, equivalente ao valor de R$ 53.704,00. O grupo conta com o quadro de 496 funcionários, e o faturamento em torno de R$ 200 milhões. No empreendimento de Montenegro vai gerar de cinco a dez empregos diretos, mais os indiretos e a arrecadação de impostos. Ainda na lei de incentivos aprovada pelos vereadores consta que farão doação de R$ 10 mil para revitalização de espaços públicos em Montenegro.

Ainda dentro do tema da atração de empresas, os vereadores também aprovaram a abertura de crédito especial de R$ 400 mil para incentivos empresariais geral.  Conforme a Prefeitura, o objetivo do projeto é possibilitar a licitação para realização de serviços de terraplanagem, aterro, desaterro, nivelamento e compactação do solo para construção e ampliação no Distrito Industrial (Polo da Química) e na área urbana do município. O propósito é de agilizar a atração instalação de novas empresas.

Em reunião na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, mais empresas mostraram interesse em se instalar no Polo da Química
Crédito: ACOM/Prefeitura

A situação do desemprego, assim como em outros municípios, também preocupa em Montenegro. Somente no último mês de abril ocorreram 698 demissões e apenas 362 contratações, num saldo negativo de 336 postos de trabalho fechados. Para compensar, o município segue na busca de mais investimentos. Na última semana o prefeito Kadu Müller e a secretária municipal de indústria, comércio e turismo, Cristiane Gehrke, participaram de reunião na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo, apresentando o projeto do Pólo da Química. Na ocasião, representantes de duas empresas, Sulboro, empresa do ramo químico, e da Pinussul, empresa do ramo de madeira, mostraram interesse em se instalar no distrito industrial montenegrino.

Também foi protocolado na Câmara um projeto concedendo incentivos para a instalação da empresa Hipermix no distrito industrial do município. O investimento é de aproximadamente 102 milhões de reais, com previsão de início de operações nos primeiros meses de 2021, com a produção de cerca de 100 mil toneladas de cimento por ano e já prevendo ampliação do empreendimento em 2023. Com a instalação devem ser gerados cerca de 420 novos empregos. A empresa inclusive já adquiriu lotes no distrito industrial de Montenegro para iniciar sua instalação ainda neste ano.

Mesmo com as dificuldades econômicas, a secretária da SMIC, Cristiane Gehrke está otimista. “Sobre as 7 empresas que tinham assinado termo de intenções de se instalar no Pólo da Química, Cristiane diz que três pediram mais tempo em função da crise. Entretanto, mais duas mostraram interesse e outras três estão em negociações. “O projeto do Polo da Química não parou. Pelo contrário, estamos trabalhando de forma mais intensa”, ressalta a secretária, esperando em breve pelo anúncio de mais investimentos.

Área disponível ainda existe no distrito industrial, com cerca de 700 hectares que pertencem ao Governo do Estado, tendo total infraestrutura e localização privilegiada.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here