Reprodução/FN

Filho mais velho do casal de comerciantes Otto e Irma Licks, Roque Dirceo Licks tinha 80 anos. A família é muito tradicional em Montenegro. Era proprietária do antigo armazém Licks, na rua Ramiro Barcelos, bem em frente ao Banco do Brasil.

Família Licks foi proprietária de tradicional armazém no centro da cidade
– Crédito: Museu Digital de Montenegro

Roque nasceu na localidade de Linha Bonita, na época pertencente a Montenegro. O primeiro dos oito filhos entregava ranchos e vendia maçãs na rodoviária de Montenegro numa época em que era possível às crianças ajudar no orçamento familiar. Otto havia recém deixado o seu ofício de ferreiro, depois da Segunda Guerra Mundial, qual produziu equipamento militar para a cavalaria. Foi quando abriu um armazém no centro da cidade. Já Roque estudou no colégio São João Batista. Era um destacado jogador de xadrez. Chegou a representar o município em competições.

Seguindo orientação do pai, Roque foi continuar seus estudos em Porto Alegre. Graduou-se em Ciências Contábeis na PUC, ao mesmo tempo que trabalhava em banco e morava no edifício Leco-Leco, na Rua Gonçalo de Carvalho, nominada a mais bonita do mundo. Os irmãos todos seguiram a trilha. Alguns, inclusive, se destacaram na música, como Rogério e Augusto Licks, que foi guitarrista da famosa banda Engenheiros do Hawaii. Já Otto e Irma permaneceram em Montenegro.

De Porto Alegre, Roque foi promovido pelo Banco Chase para um posto no Rio de Janeiro. E na Cidade Maravilhosa prosseguiu se qualificando academicamente na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tornou-se perito e professor universitário. Nunca parou. Curtia música clássica e seu hobby era velejar pela Bahia de Guanabara.

Roque faleceu no último sábado, no Rio de janeiro, aos 80 anos de idade, deixado a esposa Helena, filhos Otto e Gustavo, netos e demais familiares e amigos. Ele teve sintomas do novo coronavírus. Fez tratamento e conseguiu se curar. Mas depois não resistiu e veio a falecer.

1 COMENTÁRIO

  1. Lamentável a falecimento do Roque. Meu pai foi seu companheiro de xadrez. Minha familia era muito chegada à família Licks. Sua mana Marilaine faleceu no ano passado. Rogério, outro irmão que reside há vários anos na Alemanha onde desenvolveu sua carreira musical, foi exilado político no Chile. Quando o sanguinário Pinochê tomou o poder Rogério asilou-se na embaixada francesa, se não me engano, pulando o muro da embaixada trazendo á tiracolo seu violão. Esse episódio foi relatado no livro do Fernando Gabeira O QUE QUE É ISSO COMPANHEIRO. O Augustinho foi um dos líderes da banda ENGENHEIROS DO HAVAI, de onde saiu por dissolução do grupo. Com certeza será bem recebido pelo senhor do universo. Minhas condolências á familia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here